PUBLICIDADE
Topo

Surfe 360°

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Gabriel Medina, senhoras e senhores... 3x Gabriel Medina!!!

Gabriel Medina comemora terceiro título mundial de surfe  - Divulgação/WSL
Gabriel Medina comemora terceiro título mundial de surfe Imagem: Divulgação/WSL
Conteúdo exclusivo para assinantes
Thiago Blum

É jornalista esportivo desde 1992, mas acompanha o surfe há quatro décadas. Trabalhou por 19 anos na ESPN e atualmente é editor de esportes do Jornal da Band. Cobriu cinco Copas do Mundo e cinco edições dos Jogos Olímpicos.

Colunista do UOL

14/09/2021 22h59

O novo formato desafiou o mérito.

Mas para ele, foi só mais um mero obstáculo!

Neste 14 de setembro, o mundo voltou a reverenciar o surfe brasileiro.

Diante de uma galera que lotou as areias de Lowers, em Trestles, na Califórnia... e de milhões que acompanhar ao vivo pelo mundo... Gabriel Medina e Filipe Toledo mostraram porque o Brasil toma conta do cenário internacional.

Altas ondas fecharam a temporada da elite da WSL.

Um cenário perfeito para uma final em verde e amarelo.

Filipinho teve uma performance espetacular... ganharia de qualquer adversário.

Como ganhou, de Conner Coffin e Italo Ferreira.

Mas o ano foi de Medina.

E o troféu não podia sair das mãos dele.

Nas duas baterias que decidiram o mundial, Gabriel fez tudo o que se esperava dele... o que se esperava do maior surfista da atualidade.

Gabriel Medina - WSL - WSL
Gabriel Medina voa em um aéreo nas finais da WSL
Imagem: WSL

E fez também o que ninguém esperava.

Tá bom... ele já tinha dado o backflip no treino.

Mas na final??

Foi demais!

A assinatura de quem deitou e rolou nos últimos meses.

Conquistou mais um caneco.

Passa a fazer parte de um time de lendas...ao lado de Mick Fanning, Andy Irons e Tom Curren.

Com um diferencial...

É o primeiro goofy (surfista que põe o pé direito na frente) TRICAMPEÃO!

Superando os não menos incríveis Tom Carroll e Damien Hardman.

Foram 8 etapas - 7 na temporada regular + a Final.

Gabriel venceu 3... e fez outras 3 finais.

Gabriel Medina - Sean M. Haffey/Getty Images/AFP - Sean M. Haffey/Getty Images/AFP
Gabriel Medina comemora seu terceiro título mundial de surfe em San Clemente, na Califórnia
Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images/AFP

Teria sido campeão folgado... com uma vantagem absurda... no regulamento antigo.

Garantiu o troféu no mata-mata, em um único dia.

Era dele.

Tinha que ser dele.

Foi merecido.

Justiça feita.

A "pegadinha" do formato novo... foi mesmo só mais um obstáculo.

Parabéns, Medina!!!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL