PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Podcast SeV S03E09: quando jornalistas não aparecem para a coletiva

Pixabay
Imagem: Pixabay
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

14/04/2021 18h25

O podcast Saque e Voleio, no ar para os apoiadores do blog, chega hoje falando sobre a recente confusão que acabou com o polonês Hubert Hurkacz, campeão do Masters 1000 de Miami, dando uma coletiva para ninguém em Monte Carlo. Sim, foi exatamente isso que aconteceu. Hurkacz entrou na sala de entrevistas e não havia nenhum jornalista conectado para fazer uma pergunta pelo sistema de videoconferências da ATP. Veja abaixo:

Por que algo constrangedor assim pode acontecer? Como são as entrevistas nos torneios da ATP? E nos slams? É muito difícil para um jornalista conseguir falar com os melhores tenistas do planeta? No podcast de hoje, explico detalhadamente o processo de entrevistas nos torneios. Falo sobre como funcionam (ou deveriam funcionar) as zonas mistas, como se determina quem vai falar em entrevista coletiva, quem vai dar exclusivas e, principalmente, como se determina quando serão essas conversas - e é aí que mora o perigo.

Por último, conto como consegui algumas entrevistas, explico como ATP e WTA vêm lidando com a pandemia nesse sentido e explico por que o circuito feminino consegue ser mais eficiente. Quer ficar por dentro? Vem ouvir!

Quem já apoia o Saque e Voleio pode acessar o link para o episódio lá no Mural do Apoia.se.

Quem quiser pode aproveitar a ocasião para começar a apoiar o blog (com R$ 15 mensais, você tem direito a conteúdo exclusivo, newsletter semanal e grupo de bate-papo via Telegram, além de brindes e promoções). Basta visitar o Apoia.se, conhecer melhor o programa de financiamento coletivo recorrente do Saque e Voleio e fazer sua contribuição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL