PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

Podcast SeV S02E43: Meligeni fala sobre as paixões de Vilas

Reprodução/Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

31/10/2020 10h00

O podcast Saque e Voleio, no ar para os apoiadores do blog, chega hoje trazendo um depoimento muito bacana de Fernando Meligeni sobre Guillermo Vilas e suas paixões.

No episódio, falo um pouco sobre o documentário "Guillermo Vilas: Esta História é Sua", mas, como já havia escrito sobre o filme, o foco aqui é na parte histórica. Lembro de como foi a pesquisa feita pelo jornalista Eduardo Puppo para provar que a ATP errou ao não colocar Vilas como número 1 do mundo, falo de como foi a reação da ATP e de como as coisas se desenrolaram.

Lembro também do "precedente" da WTA, que corrigiu seus registros ao colocar Evonne Goolagong como número 1 após 31 anos e dou minha opinião sobre o que eu acho que ainda pode acontecer no caso Vilas - e se este documentário terá alguma influência na postura da ATP.

Por fim, o podcast traz um depoimento de Fernando Meligeni, que teve em Vilas seu grande ídolo no tênis. Quando jovem, Fino pôde treinar com o argentino, ouvir histórias do circuito e inclusive ouvir do próprio Vilas um lamento sobre não ter sido reconhecido pela ATP como número 1. É um relato bem bacana, com emoção e que ajuda qualquer fã de tênis a entender melhor quem foi e quem é Guillermo Vilas.

Quem já apoia o Saque e Voleio pode acessar o link para o episódio lá no Mural do Apoia.se.

Quem quiser pode aproveitar a ocasião para começar a apoiar o blog (com R$ 15 mensais, você tem direito a conteúdo exclusivo e newsletter semanal, além de brindes e promoções). Basta visitar o Apoia.se, conhecer melhor o programa de financiamento coletivo recorrente do Saque e Voleio e fazer sua contribuição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.