PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Pará pode entrar no top 5 dos brasileiros com mais títulos da Libertadores

Pará, lateral-direito do Santos, pode conquistar seu 3º título da Libertadores - Ivan Storti/Santos FC
Pará, lateral-direito do Santos, pode conquistar seu 3º título da Libertadores Imagem: Ivan Storti/Santos FC
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do Uol

14/01/2021 13h45

Campeão e único remanescente do último título do Santos na Copa Libertadores, em 2011, o lateral direito Pará irá disputar sua segunda final pelo alvinegro praiano e poderá conquistar seu terceiro título da competição sul-americana, o segundo consecutivo. Em 2019, Pará foi titular do Flamengo em todos os seis jogos da fase de grupos — acabou se transferindo para o Santos depois disso com a chegada de Rafinha.

Aos 34 anos, o lateral direito tem a uma grande chance de entrar para a lista dos brasileiros com mais títulos da competição, ao lado de Vítor (ex-lateral direito), Fabiano Eller (ex-zagueiro), Ronaldo Luiz (ex-lateral esquerdo) e Palhinha (ex-meia-atacante), todos com três títulos cada. O lateral direito Vítor, apesar de estar no São Paulo em 1992, não foi inscrito e não disputou aquela edição em que o tricolor foi campeão. Outro são-paulino que aparece em listas com três títulos é Elivélton. Mas ele não jogou a edição de 1993.

Um dos jogadores com mais partidas disputadas pelo Santos na Libertadores (22), Pará pode ainda ser um o segundo brasileiro a conquistar dois títulos seguidos por clubes diferentes. Até hoje, apenas Vítor (Cruzeiro 1997 e Vasco 1998), conseguiu essa proeza. Pelo lado do Palmeiras, apenas o atacante Luiz Adriano (campeão com o Inter em 2006) pode conquistar o bicampeonato da Libertadores.

Jogadores brasileiros com mais títulos na Copa Libertadores (1960-2019):
3
títulos
Vítor
(lateral direito) - São Paulo 1993, Cruzeiro 1997 e Vasco 1998
Ronaldo Luiz (lateral esquerdo) - São Paulo 1992 e 1993 e Vasco 1998
Palhinha (meia-atacante) - São Paulo 1992 e 1993 e Cruzeiro 1997
Fabiano Eller (zagueiro) - Vasco 1998 e Internacional 2006 e 2010

2 títulos
Adílson (zagueiro) - São Paulo 1992 e 1993
Alecsandro (atacante) - Internacional 2010 e Atlético-MG 2013
Alex (meia) - Internacional 2006 e Corinthians 2012
Bolívar (lateral direito) - Internacional 2006 e 2010
Cafu (lateral direito) - São Paulo 1992 e 1993
Calvet (zagueiro) - Santos 1962 e 1963
Catê (atacante) - São Paulo 1992 e 1993
Coutinho (atacante) - Santos 1962 e 1963
Dalmo (lateral esquerdo) - Santos 1962 e 1963
Danilo (meia) - São Paulo 2005 e Corinthians 2012
Diego Tardelli (atacante) - São Paulo 2005 e Atlético-MG 2013
Dinho (volante) - São Paulo 1993 e Grêmio 1995
Dorval (atacante) - Santos 1962 e 1963
Elivélton (atacante) - São Paulo 1992 e Cruzeiro 1997
Fábio Santos (lateral esquerdo) - São Paulo 2005 e Corinthians 2012
Gilmar (zagueiro) - São Paulo 1992 e 1993
Gylmar (goleiro) - Santos 1962 e 1963
Índio (zagueiro) - Internacional 2006 e 2010
Josué (volante) - São Paulo 2005 e Atlético-MG 2013
Júnior (lateral esquerdo) - Palmeiras 1999 e São Paulo 2005
Lima (volante) - Santos 1962 e 1963
Luizão (atacante) - Vasco 1998 e São Paulo 2005
Müller (atacante) - São Paulo 1992 e 1993
Mauro Ramos (zagueiro) - Santos 1962 e 1963
Pará (lateral direito) - Santos 2011 e Flamengo 2019
Paulo Nunes (atacante) - Grêmio 1995 e Palmeiras 1999
Pelé (meia-atacante) - Santos 1962 e 1963
Pepe (atacante) - Santos 1962 e 1963
Pintado (volante) - São Paulo 1992 e 1993
Rafael Sóbis (atacante) - Internacional 2006 e 2010
Raí (meia) - São Paulo 1992 e 1993
Raul (goleiro) - Cruzeiro 1976 e Flamengo 1981
Róbson Retamozo (meia) - Grêmio 1983 e Olimpia-PAR 1990
Ronaldão (zagueiro) - São Paulo 1992 e 1993
Tinga (volante) - Internacional 2006 e 2010
Tita (atacante) - Flamengo 1981 e Grêmio 1983
Tite (atacante) - Santos 1962 e 1963
Válber (zagueiro) - São Paulo 1993 e Vasco 1998
Zetti (goleiro) - São Paulo 1992 e 1993
Zito (volante) - Santos 1962 e 1963

Errata: o texto foi atualizado
Luiz Adriano foi campeão com o Inter em 2006, não 2010.
Palhinha foi campeão pelo Cruzeiro em 1997, não 1998.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.