PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

Bom para Santos ou Palmeiras: Bayern Munique vem tropeçando na Alemanha

Jogadores do Bayern deixam o gramado após eliminação para o Kiel na Copa da Alemanha - FABIAN BIMMER/AFP
Jogadores do Bayern deixam o gramado após eliminação para o Kiel na Copa da Alemanha Imagem: FABIAN BIMMER/AFP
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do Uol

14/01/2021 11h38

Finalistas da Libertadores 2020, Santos e Palmeiras já garantiram a presença do Brasil no Mundial de Clubes de Fifa de 2020, que será realizado no Catar no início de fevereiro. No próximo dia 19, a Fifa irá sortear os confrontos das fases iniciais que irá definir os possíveis adversários dos representantes da Conmebol e do Bayern Munique-ALE na semifinal.

O único duelo já definido é o da 1ª fase entre o Al-Duhail, campeão do Catar (país-sede), e o Auckland City, da Nova Zelândia, campeão da Oceania que vai para a sua 10ª participação do Mundial de Clubes. O Al-Duhail é o time do ex-palmeirense Dudu e do zagueiro marroquino Benatia, ex-Bayern Munique e Juventus.

Outros clubes classificados para a disputa, que entrarão nas quartas de final, são o Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, campeão asiático, que tem o atacante brasileiro Júnior Negão; o Ah-Ahly, do Egito, campeão africano, que conta com o atacante angolano Geraldo, ex-Coritiba; e o Tigres, do México, campeão da Concacaf, dirigido pelo brasileiro Ricardo Ferretti, e que conta com nomes conhecidos como o atacante uruguaio Nico López (ex-Internacional), o centroavante francês Gignac, e o volante brasileiro Rafael Carioca (ex-Atlético-MG).

As semifinais do Mundial de Clubes serão disputadas nos dias 7 e 8 de fevereiro (quando estreiam Santos ou Palmeiras). Já a final será realizada no dia 11 de fevereiro.

O Bayern Munique, campeão invicto e com 100% de aproveitamento da última edição da Liga dos Campeões, entra na competição como o grande favorito ao título. Porém, o time dirigido por Hans Dieter-Flick não vem sendo o grande bicho-papão da última temporada 2019/20, quando ganhou também o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha.

Na atual edição da Bundesliga, o Bayern lidera com 33 pontos após 15 rodadas, mas tem de perto a companhia do RB Leipizg (31 pontos), Bayer Leverkusen (29) e Borussia Dortmund (28). Com 45 gols marcados (3 por partida), o time Bávaro segue com seu potente ataque, mas sua defesa vem sendo muito vazada (levou 24 gols — 1,60 por partida).

Nessa temporada, o poderoso time de Lewandowski, Neuer, Goretzka, Kimmich, Thomas Müller, Gnarby, Douglas Costa e Alaba acabou tropeçando em algumas partidas. Em casa, já empatou com o Werder Bremen (1 x 1) e o RB Leipizg (3 x 3). Fora, ficou apenas no 1 x 1 com o Union Berlim e levou recentemente, no dia 8 de janeiro, uma virada surpreendente para o Borussia Moenchengladbach por 3 x 2, depois de abrir 2 x 0.

Já nessa quarta-feira (13), o time de Munique acabou eliminado da Copa da Alemanha na 2ª fase eliminatória (uma antes das oitavas de final) pelo Holstein Kiel, que atualmente é o 3º colocado da Segunda Divisão. Depois de levar um gol de empate no último minuto (2 x 2), fora de casa, o Bayern, com um time misto, mas reforçado no 2º tempo com seus principais titulares, perdeu nos pênaltis (6 x 5) e acabou eliminado.

Na história do Mundial de Clubes (contando a antiga Copa Intercontinental ou Mundial Interclubes), brasileiros e alemães já fizeram três finais. Em 1976, o Bayern Munique foi campeão em cima do Cruzeiro. Depois de fazer 2 x 0 em Munique, o time alemão ganhou o título após o 0 x 0 em Belo Horizonte. Em 1983, no Japão, o Grêmio, com dois gols de Renato Gaúcho, bateu o Hamburgo por 2 x 1 e ficou com a taça. Já em 1997, o Cruzeiro foi novamente vice-campeão, mas depois de perder a final para o Borussia Dortmund.

Em 2013, o Atlético-MG, de Ronaldinho Gaúcho e então dirigido pelo técnico Cuca (que levou o Galo ao título da Libertadores), acabou eliminado na semifinal pelo Raja Casablanca, do Marrocos, e não conseguiu chegar à final contra o Bayern Munique, que terminou como campeão.

Na história, Bayern Munique e Santos se enfrentaram apenas uma vez, num amistoso realizado no dia 16 de maio de 1961. Com gols de Pepe, Coutinho e Sormani, o Peixe, sem Pelé, venceu o jogo por 3 x 2. Já o Palmeiras nunca enfrentou o Bayern Munique na história.

No Mundial de Clubes da Fifa, essa poderá ser a 2ª participação do Santos, que foi vice em 2011 (perdeu a final para o Barcelona por 4 x 0). No Mundial Interclubes, o Peixe foi campeão em 1962 (vencendo o Benfica-POR) e em 1963 (em cima do Milan-ITA). Já o Palmeiras disputou o torneio uma vez, em 1999, sendo vice-campeão (perdeu para o Manchester United-ING). Em 2001, o alviverde estava classificado para a 2ª edição do Mundial de Clubes da Fifa, que seria realizada na Espanha. O Verdão estava no Grupo B ao lado do Galatasaray-TUR, Olimpia-HON e o Al-Hilal-ARA. Mas o torneio, que tinha ainda Boca Juniors e Real Madrid, foi cancelado.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)