Luís Rosa

Luís Rosa

Siga nas redes
Opinião

Deixaram chegar, e o Palmeiras pode ser campeão no domingo

Por tudo que aconteceu ao longo deste Campeonato Brasileiro, não duvidem que, pela segunda vez desde que é disputado por 20 clubes na era dos pontos corridos, um time conquiste o título com menos de 70 pontos.

Sinceramente, acho pouco provável que o torneio termine nesta penúltima rodada.

Entretanto, o Palmeiras, dado por mim e muitos dos seus torcedores como fora da disputa, fez o dever de casa, goleou o América-MG, por 4 a 0, na volta ao Allianz Parque, e abriu três pontos na liderança da competição.

O mais surpreendente, como vem acontecendo, é acontecer mais uma "pipocada" do Botafogo, que completou nove jogos sem vitória.

Nesta quarta-feira, no quarto empate seguido, no 1 a 1 com o rebaixado Coritiba, de novo foi com requintes de crueldade.

O Botafogo, que chegou a ter 14 pontos de vantagem sobre o Palmeiras e 21 a mais que o Atlético-MG, só para ficar em dois concorrentes diretos ao título, fez gol de pênalti aos 51 minutos do segundo tempo, com o gol do atacante Tiquinho Soares. Deu mole demais e levou empate, três minutos depois, com gol de Edu.

Neste momento, os palmeirenses já estavam no vestiário comemorando a goleada, construída após Endrick comandar o passeio sobre o lanterna. Ele fez o primeiro gol e sofreu a falta que originou o gol contra anotado pelo zagueiro Éder.

Substituído no final da segunda etapa por Flaco López, o garoto viu do banco de reserva o argentino brilhar com dois gols e fechar a goleada.

Antes de a bola rolar, outro resultado que ajudou o Palmeiras foi o passeio do Atlético-MG, que atropelou o Flamengo, por 3 a 0, no Maracanã, com gols de Paulinho, Edenílson e Rubens.

Continua após a publicidade

De volta à liderança isolada, o Palmeiras soma 66 pontos. Botafogo, Galo e Flamengo têm 63 empatado. No critério de desempate saldo de gols (23, 22 e 14), eles são, respectivamente, segundo, terceiro e quarto colocados.

Para ser bicampeão seguido na próxima rodada e repetir o feito de 1972-73, 1993-94, o Atlético-MG não pode vencer, neste sábado, o São Paulo na Arena MRV, em Belo Horizonte.

Caso isso ocorra, no domingo, o Palmeiras precisa derrotar o Fluminense, no Allianz Parque, e torcer para que Flamengo e Botafogo, respectivamente, não vençam Cuiabá e Cruzeiro, jogos que serão no Rio de Janeiro, nos estádios do Maracanã e Nilton Santos.

Em uma situação hipotética, caso todos vençam, o Palmeiras vai para a última rodada, contra o Cruzeiro, na próxima quarta-feira, no Mineirão, com vantagem de uma vitória a mais e pode até perder, que, mesmo assim, fica com o título.

Caso ocorra empate em pontos e número de vitórias, o critério seguinte de desempate é no saldo de gols. O Palmeiras tem 30 contra 23 do Botafogo, 22 do Atlético-MG e 14 do Flamengo

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes