PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

F1 na Band "rouba" audiência da Globo; "Esporte Espetacular" liga alerta

Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

19/04/2021 04h00

A boa audiência da Fórmula 1 em sua segunda corrida na Band, ontem (18), ligou o sinal de atenção em quem trabalha no Esporte da Globo —especialmente na produção do "Esporte Espetacular". A interpretação é que, concorrendo com o programa, a principal categoria de automobilismo do mundo "roubou" pontos de Ibope da Globo.

Durante a prova, houve aproximação em alguns momentos, e a leitura foi que isso pode representar uma tendência de crescimento para as próximas semanas, quando esse confronto direto novamente vai acontecer. O próximo GP será no dia 2 de maio, em Portugal, a partir das 11h (horário de Brasília).

Segundo dados de audiência consolidados da Grande São Paulo, referência para investimentos publicitários, o programa comandado por Bárbara Coelho e Lucas Gutierrez marcou 7,3 pontos de Ibope —foi o pior número de 2021 da atração esportiva. Nos últimos cinco domingos, o "Esporte Espetacular" marcou média de 9,1 pontos. Com queda de 19,7% na audiência, de cada 10 telespectadores, praticamente dois deixaram de sintonizar a atração. A tese é que aconteceu migração para a Band para assistir à corrida.

Na Band, o GP da Emília-Romagna marcou média de 4,4 pontos —vencendo o SBT, que marcou 4,3, e vencendo também a Record, que obteve 4,1. O pico da Band foi de 5,6 pontos. No horário, a emissora costuma marcar 1,5 com o "Show do Esporte". O que mais impressionou foi a aproximação entre Band e Globo: em alguns momentos, a Globo ficou pouco mais de um ponto à frente do canal paulista.

No momento de maior aproximação, às 11h57, a Band tinha 5.5, contra 6.8 da Globo.

A leitura de quem trabalha diretamente no "Esporte Espetacular" é que, se a temporada da Fórmula 1 mantiver o alto nível que apresentou nas duas primeiras corridas, a categoria vai dar trabalho.

Na Band, o objetivo é simples: tentar atrair ainda mais os "curiosos". A nomenclatura é dada para aquele telespectador que sempre muda de canal, vê o que está passando em outras TVs além da Globo e que não acompanha competições esportivas.