PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Fã de beisebol 'rouba' bola de criança. Mas o Twitter mostra outra versão

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

24/07/2018 04h00

Você pode ter visto a cena rodando a internet nos últimos dias. No domingo, o Chicago Cubs recebeu o Saint Louis Cardinals no Wrigley Field em jogo pela temporada da Major League Baseball (MLB). Em determinado momento da partida, uma bola foi parar na arquibancada – o que é sempre comemorado pelos fãs, que levam para casa a lembrança. Só que a bola que ia parar na mão de uma criança caiu no chão e foi apanhada por outro torcedor, mais velho, que comemorou.

O registro transformou o "apanhador" em vilão . Nas redes sociais, muita gente o criticou por não entregar a bola para o menininho torcedor dos Cubs.

A reação inicial nas redes sociais, é claro, foi a pior possível.

“Muito baixo pegar a bola de uma criança. Era para o menino e ele contaria a história para seus amigos. Ao cara, ou a quem quer que ele tenha dado a bola: como é possível estar feliz por fazer isso?”, questionou um internauta.

Só que a história não é exatamente a que aparenta ser no vídeo. Na verdade, segundo relatos, o torcedor "vilão" abriu mão da bola mais de uma vez.

"Quando vemos o vídeo viral no Twitter, não sabemos o que aconteceu antes nem o que aconteceu depois. E parece que o torcedor do Chicago Cubs que aparentemente rouba uma bola de uma criança no Wrigley Field no domingo não é de fato o caricato vilão que as redes sociais fizeram parecer", analisou o portal Yahoo! em texto.

O incidente causou tanta comoção que o próprio Chicago Cubs ofereceu uma bola autografada ao menino, entregue pelo defensor interno Javy Báez. Nas redes sociais, o jovem fã aparece segurando duas bolas de beisebol - uma limpa e outra suja. Seria uma pista?

Mas afinal, o que aconteceu?

Ainda na noite de domingo, outra versão começou a surgir. Segundo um torcedor identificado como Chuck Mycoff, que afirmou ter se sentado perto da cena, o torcedor em questão já havia pego outra bola no jogo e dado ao mesmo menino.

“Ele já tinha ajudado aquele menino a pegar uma bola. Ele deu outras duas a outras crianças. Ele foi um grande sujeito. A TV pegou tudo errado”, disse Mycoff em sua conta no Twitter. “Eu estava sentado perto do cara. Aquela bola foi parar no meio de meus pés. O menino já tinha conseguido uma bola que o mesmo cara deu para ele. Ele deu a bola para sua mulher. Ela tirou uma foto e a deu de volta para a criança perto deles”, testemunhou.

O radialista David Kaplan entrou na briga e defendeu a versão.

"Falei com o pessoal dos Cubs. O homem que pegou a bola no tão difundido vídeo já tinha ajudado o menino a pegar uma bola antes. O menino agora tem uma bola usada no jogo e uma bola de Javy Baez. Tudo está bem. O cara é ótimo, então deixem estar, pessoal", publicou Kaplan em seu Twitter.

No fim, o "torcedor que roubou uma bola de uma criança" virou o torcedor que ajuda crianças a pegar bolas que caem na arquibancada. Nas redes sociais ou na imprensa dos EUA, a identidade do vilão que era herói ainda não foi descoberta.

(Ah, vale lembrar: os Cubs venceram os Cardinals por 7 a 2.)

Esporte