Topo

Basquete


Pinheiros enfrentará campeão da Euroliga em volta do 'Mundial' de clubes

Campeão da Liga das Américas, Pinheiros enfrentará Olympiacos no retorno da Copa Intercontinental - Divulgação/Fiba
Campeão da Liga das Américas, Pinheiros enfrentará Olympiacos no retorno da Copa Intercontinental Imagem: Divulgação/Fiba

Do UOL, em São Paulo

05/08/2013 10h19

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) anunciou nesta segunda-feira o retorno da Copa Intercontinental de clubes, que já foi considerado o Mundial da modalidade entre os anos 60 e 80. Campeão da Liga das Américas, o brasileiro Pinheiros enfrentará o Olympiacos, vencedor da Euroliga, em dois confrontos em outubro, em Barueri.

“A Fiba está muito feliz em apoiar o retorno da Copa Intercontinental com os ganhadores da Euroliga e da Liga das Américas, competições de clubes mais importantes em ambos os continentes”, disse o secretário-geral da entidade, Patrick Baumann.

A Copa Intercontinental de clubes foi disputada entre 1966 e 1987. Rebatizada de Copa William Jones em 73, teve o Real Madrid como maior vencedor com quatro títulos. A única equipe brasileira a conquistar o troféu foi o Sírio, que derrotou o iugoslavo KK Bosna na decisão de 1979.

Em 1987, o torneio acabou substituído pelo McDonalds Championship, que teve nove edições e contava com a participação de equipes da NBA. A competição, porém, parou de ser disputada em 1999 e desde então a Fiba tem acenado com a criação de um Mundial de clubes. Uma das tentativas de reativar a Copa Intercontinental ocorreu em 1996, com título dividido entre o argentino Venado Tuerto e o grego Athens.

“[Retorno da Copa Intercontinental] É um testemunho do grande desenvolvimento do basquete de clubes na América, em especial na América do Sul, e espero que seja uma iniciativa que se mantenha para que sirva de preludio a um futuro Mundial de clubes”, afirmou Baumann.

Pinheiros e Olympiacos se enfrentarão nos dias 4 e 6 de outubro, na Arena Barueri. Caso cada equipe vença um dos confrontos, o campeão será definido através dos critérios de desempate estabelecidos pelas regras oficiais da Fiba.

"Para o Pinheiros, um clube com 114 anos de tradição, sempre foi uma meta jogar em um dos eventos mais importantes do mundo do basquete, que é a Copa Intercontinental. Com muito planejamento e gestão atingimos nosso objetivo, ajudando a consolidar o basquete brasileiro em um plano internacional", disse o diretor esportivo do Pinheiros, João Fernando Rossi.

"Nossa presença em um momento tão importante no basquete é uma grande honra", comentou o gerente geral do Olympiacos, Christos Stavropoulos. "Olympiacos conquistou algo histórico nos últimos dois anos e esses jogos no Brasil são o passo seguinte em um grande esforço que se está fazendo pelo futuro do basquete de clubes em nível mundial".