PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Asafa Powell, ex-campeão mundial de atletismo, é pego no antidoping

Jamaicano Asafa Powell vence a sua bateria nas eliminatórias dos 100 m rasos - Max Rossi/Reuters
Jamaicano Asafa Powell vence a sua bateria nas eliminatórias dos 100 m rasos Imagem: Max Rossi/Reuters

Das agências internacionais

Em Carolina do Norte (EUA)

14/07/2013 15h50

O velocista jamaicano Asafa Powell, ex-campeão dos 100 metros, acusou positivo em um teste antidoping. Ele testou positivo para um estimulante em um campeonato no mês passado.

“Nós estamos trabalhando com a Agência Mundial Anti-Doping (Wada, na sigla em inglês), para ver como isso entrou no sistema dele”, afirmou Paul Doyle, agente de Powell. 

O velocista confirmou por meio de sua conta no Twitter. “Confirmo que uma amostra que entreguei nas eliminatórias nacionais em junho apresentou substâncias proibidas. Foi encontrada a substância oxilofrine, que é considerada proibida pelas autoridades”, explicou. A substância é tida como um estimulante ilegal.

Entretanto, o atleta também negou que tenha ingerido a substância intencionalmente. "Quero ser claro e dizer a minha família, meus amigos e acima de tudo para meu fãs que eu nunca tomei intencionalmente qualquer suplemento ou substância que quebrem as regras. Não sou agora nem nunca fui um trapaceiro", declarou em comunicado.

Powell ajudou o revezamento da Jamaica a levar o ouro olímpico há quatro anos, em Pequim. No ano passado, ele ficou fora do calendário de competições no fim do segundo semestre por conta de uma lesão na coxa, mas voltou a correr em 2013. 

Ex-recordista mundial e medalhista olímpico, o norte-americano Tyson Gay também revelou que testou positivo para uma substância ainda não identificada. Com isso, ele ficará de fora do Campeonato Mundial, que acontecerá em agosto, em Moscou.

"Eu não tenho uma história de sabotagem. Eu apenas coloquei minha confiança em alguém e me decepcionei. Cometi um erro. Por isso, estarei de fora de Mônaco (onde haverá uma etapa da Liga Diamante) e do Campeonato Mundial", disse o atleta.

Gay afirmou que foi avisado na última sexta-feira pela Agência Anti-Doping dos Estados Unidos (USADA) a respeito deste resultado, que foi colhido após um campeonato disputado em maio. De acordo com o corredor, uma outra amostra ainda será testada.

Esporte