PUBLICIDADE
Topo

Plural é um projeto colaborativo do UOL com coletivos independentes, de periferias e favelas para a produção de conteúdo original


Papo Preto #64: Kananda Eller fala sobre ciência negra e representatividade

De Ecoa, em São Paulo

15/01/2022 06h00

O racismo científico é um suporte da colonização que surgiu para validar a escravidão no século 17. Segundo a cientista negra Kananda Eller, conhecida nas redes sociais como a deusa cientista, teóricos elaboraram teorias para afirmar que o branco era superior às outras raças e que mais inferior do que todos era o negro.

Neste episódio de Papo Preto, a cientista conversa com o apresentador Yago Rodrigues sobre as suas vivências e perspectivas sobre a representatividade negra na produção científica brasileira e mundial.

Kananda diz que a ciência ainda está um pouco distante da sociedade no geral e ainda mais das pessoas pretas. "A ciência está no lugar de autoridade, de elevação social, de dizer a verdade sobre a realidade, mas ao mesmo tempo ela se colocou distante da população negra" (a partir de 2:23 do arquivo acima).

A presença negra nas universidades, segundo ela, é de fundamental importância para uma produção científica voltada para essa população. "Quando as pessoas negras começam a ocupar esses lugares levam questionamento para esses espaços. Quando existe essa entrada, percebemos um movimento muito grande de pesquisas voltadas para pessoas negras" (a partir de 14:53 do arquivo acima).

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.