PUBLICIDADE
Topo

Gari cria ONG que dá apoio para 170 famílias em Butiá (RS)

Alimentação, higiene pessoal, produtos de limpeza, roupas e até móveis são distribuídos às famílias  - Arquivo pessoal
Alimentação, higiene pessoal, produtos de limpeza, roupas e até móveis são distribuídos às famílias Imagem: Arquivo pessoal

Ed Rodrigues

Colaboração para Ecoa, do Recife (PE)

25/12/2021 06h00

A vida difícil, o orçamento apertado e o trabalho recolhendo o lixo da cidade onde reside não impediram o gari Roberto Marins Correia, 39 anos, de ter um olhar sensível à sua comunidade. Betinho, como é conhecido pelos moradores, criou a ONG Amigos do Reino, que ajuda pessoas em vulnerabilidade social em Butiá, Rio Grande do Sul. O projeto dá apoio a 170 famílias e, neste fim ano, convocou doadores por meio de uma vaquinha virtual para conseguir distribuir 2.000 brinquedos para as crianças no Natal.

Betinho é casado e tem três filhos. Há 16 anos, ele trabalha com a coleta de lixo do município, profissão que o deixou bem perto dos moradores e possibilitou a formação de amizades.

A Ecoa, ele explicou que o cotidiano nas ruas revela uma cidade com pessoas sofridas e carentes de apoio. Foi isso que o motivou a criar a ONG. "Por eu ser gari e passar em todos os bairros da cidade vendo a dificuldade das crianças, não poderia ficar parado. Já passei muita dificuldade na minha infância. Passei fome, frio e só ganhava doces e brinquedos quando passava alguém na frente da minha casa doando. Por isso, comecei a tentar transformar a vida das crianças do meu entorno", disse.

O trabalho conta com doações que são revertidas em toda sorte de auxílios. Alimentação, higiene pessoal, produtos de limpeza, roupas e até móveis são distribuídos.

A renda obtida do trabalho como gari mantém a casa dele e às vezes também banca doações. "Não tenho muito, mas vez ou outra compro cestas básicas ou um quilo de carne e levo para quem precisa."

A Amigos do Reino costuma usar as redes sociais para sensibilizar os internautas a aderirem às suas campanhas. As campanhas ocorrem em datas comemorativas e quase sempre promovem eventos em que os moradores e seus filhos passam uma tarde de entretenimento.

"A gente estava fazendo eventos móveis por causa da pandemia, mas no Dia das Crianças fizemos em um espaço onde crianças de todos os bairros da cidade foram brincar. Não há cadastro. Qualquer criança pode participar. Geralmente, vão as de comunidades bem humildes", contou. "É inexplicável o carinho que recebo das crianças em cada evento. Me dedico o máximo para transformar a vida delas."

Ajudando a construir sonhos

O pedreiro Jonas Machado conhece bem o trabalho da ONG Amigos do Reino. Quando conheceu Betinho, tentava terminar a construção de sua casa própria. A mão de obra já tinha, dada sua expertise na área da construção civil, mas faltava o material.

"Eu estava morando em um galpão. Fiquei um ano lá. Era uma cocheira de cavalo. Conheci o Betinho, que foi um anjo na minha vida e começou a ver as coisas com a ONG. Sem ele, iria demorar muito para terminar minha casa. O pessoal ajudou com doações e deu tudo certo. E eu sou apenas uma das pessoas que a ONG ajudou", afirmou.

Jonas contou que muitas pessoas vão até o projeto em busca de ajuda e que as demandas são as mais diversas. "Ele (Betinho) sempre acolhe a todos. Ele pede por elas, corre atrás de ajuda, consegue doações. É um trabalho de solidariedade muito importante para a comunidade. Por isso é que ele é querido e respeitado por todo mundo. A torcida é grande para que os seus projetos deem certo", disse.

Para conhecer o trabalho da ONG Amigos no Reino, basta acessar a página no Instagram. O projeto aceita doações por PIX: 00566620090 (chave CPF).