PUBLICIDADE
Topo

Escritor realiza festival literário para promover revitalização da quebrada

O escritor Sacolinha, que prepara evento de revitalização no bairro Miguel Badra, em Suzano  - Elidiane Alexandrino/ Divulgação
O escritor Sacolinha, que prepara evento de revitalização no bairro Miguel Badra, em Suzano Imagem: Elidiane Alexandrino/ Divulgação

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

26/07/2021 06h00

O escritor Sacolinha, que no ano passado lançou um livro em que narra o amor na periferia em tempos de coronavírus, se prepara agora para a segunda edição do Festival Literatura e Paisagismo —Revitalizando a Quebrada, em que une grafite, poesia e plantio de árvores no bairro Miguel Badra, em Suzano (SP).

O evento está programado para acontecer entre os dias 12 e 15 de agosto, e o escritor está vendendo seus livros pela internet para completar o valor necessário para a contratação de grafiteiros, poetas e músicos que vão circular em um carro de som. "Por causa da pandemia optamos por não montar um palco para não gerar aglomeração", explica. O carro vai passar durante cerca de uma hora e meia em cada ponto onde os muros serão grafitados. "A intenção é que os moradores possam ouvir música e poesia enquanto vão à feira ou ao mercado e tenham contato com a arte na vizinhança."

"Na quinta e na sexta-feira vamos limpar e tampar os buracos dos muros", conta. Sábado e domingo serão dedicados ao grafite de poesia nas paredes e ao plantio das árvores nas calçadas. "Nem todos os moradores aceitam ter uma árvore na frente da sua casa, mas metade dos vizinhos já autorizou o plantio das mudas", diz Sacolinha, que foi contemplado com o patrocínio do ProAC LAB pelo conjunto da obra.

"O valor do prêmio era de R$ 50 mil, mas houve um desconto enorme e baixou quase pela metade. As vendas dos livros vão suprir o que falta. A ideia é arrecadar R$ 20 mil até dia 12 de agosto, que é quando começa o festival."

O projeto não revitaliza apenas a quebrada, ele revitaliza as pessoas, que antes não tinham orgulho da rua, e começam a fazer selfie, postar na internet, a se orgulhar do lugar onde moram.

Sacolinha, escritor

Para grafitar 10 muros, o autor convidou 10 artistas urbanos da cidade de Suzano: Ítalo Raphael, Jae, Jana Ilustra, Mari (As Gordinhas), Oreia1, Raça, Rod, Ruy Guanaes, Ripa e xChex.

"O maior ganho não é o incentivo à leitura, mas as pessoas verem um novo significado para um terreno baldio, por exemplo, que está sujo e ganha potencial, vira espaço para o plantio de árvores", diz.

Para contribuir diretamente com o festival basta adquirir qualquer livro no site do escritor: www.escritorsacolinha.com/loja