PUBLICIDADE
Topo

França oferece até R$ 16 mil para quem trocar carro por bicicleta elétrica

Mulher andando de bicicleta elétrica - iStock
Mulher andando de bicicleta elétrica Imagem: iStock

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

21/04/2021 11h00

Em meio a uma série de medidas de incentivo ao uso da bicicleta na Europa como forma de evitar aglomerações nos meios de transporte públicos e auxiliar no combate à pandemia de coronavírus, a França está oferecendo subsídios para que os cidadãos troquem seus carros por bikes elétricas.

O governo francês pretende conceder até 2,5 mil euros —cerca de R$ 16 mil— para cidadãos dispostos a abrir mão de seus automóveis. A medida faz parte de uma série de iniciativas para combater as mudanças climáticas, entre elas a escolha de formas de transporte mais sustentáveis.

Não é a primeira vez que os franceses têm incentivos desse tipo para adotar um estilo de vida mais responsável em relação ao meio ambiente. Durante o primeiro ano de pandemia, cidadãos e residentes no país tiveram acesso a um subsídio de 50 euros (aproximadamente R$ 333) para consertar suas bicicletas antigas. A campanha terminou em março deste ano com a adesão de mais de 1 milhão de ciclistas.

Além de trazer benefícios para a saúde e qualidade de vida da população, trocar carros por bicicletas pode ser mais barato. Uma pesquisa de 2019 realizada no Reino Unido para promover opções de transporte mais limpas mostrou que "o custo de economizar um quilo de CO2 por meio de esquemas para impulsionar as e-bikes é menos da metade do custo dos subsídios existentes para carros elétricos."

Outros países europeus também estão aderindo ao desconto para a compra de bicicletas. Enquanto na Itália o governo disponibilizou um bônus cobrindo até 60% do valor de bicicletas novas nas cidades com mais de 50 mil habitantes, a Finlândia já financiou a compra de mais de 2 mil bicicletas elétricas.