PUBLICIDADE
Topo

Estudantes canadenses criam máquina que aspira microplástico das praias

Equipamento aspira microplástico da areia das praias - Divulgação
Equipamento aspira microplástico da areia das praias Imagem: Divulgação

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

01/02/2021 12h24

Estudantes de engenharia da Universidade de Sherbrooke, em Quebec, no Canadá, desenvolveram um equipamento capaz de aspirar partículas plásticas acumuladas na areia das praias. O microplástico é um dos principais poluentes dos oceanos e apresenta diversos riscos para a vida animal.

O projeto e a fabricação do protótipo capaz de coletar partículas microplásticas acumuladas na Praia de Kamilo, no Havaí, foi realizado em colaboração com o Hawaii Wildlife Fund, que cuida da limpeza da região (conhecida como uma das piores em acúmulo de lixo marinho) há duas décadas, como parte de um trabalho de conclusão de mestrado em engenharia mecânica.

Ao final do curso, três membros da equipe inicial decidiram dar continuidade ao projeto e torná-lo um empreendimento comercial. Juntos, eles criaram a Hoola One Technologies Inc. com o objetivo de desenvolver novas formas de restaurar os ecossistemas afetados pela poluição do plástico.

A máquina funciona como um grande aspirador capaz de separar partículas de plástico da areia. Todo o material é enviado para um tanque com água, onde acontece a separação. Por ser mais pesada, a areia fica no fundo e é devolvida à praia. Já o plástico flutua e permanece em um reservatório no interior do instrumento.

O design mais atual do equipamento foi finalizado em novembro de 2020 e foi premiado, entre outros, com o primeiro lugar no The Fowler —Global Social Innovation Challenge, da Califórnia.