PUBLICIDADE
Topo

Empresas que mudam

Caixinhas de suco viram "bicicletas verdes" que serão doadas para ONGs

Bicicletas produzidas pela Muzzicycles em parceria com a Do Bem - Do Bem
Bicicletas produzidas pela Muzzicycles em parceria com a Do Bem Imagem: Do Bem

Diana Carvalho

De Ecoa, em São Paulo

09/08/2020 04h00

Sabe aquelas caixinhas de suco que você joga no lixo depois de matar a sede? Então, elas podem ajudar na produção de "bicicletas verdes". Isso mesmo.

Mas como uma caixinha de suco vira uma bicicleta? O modelo ecológico foi inventado pela Muzzicycles. Com a reciclagem, as embalagens se transformam em polialuminio, material que é usado para a confecção de diversos produtos, como quadros de bicicleta. Cada quadro produzido consome em torno de 400 caixinhas.

Com a reciclagem de 8 mil embalagens longa vida, o projeto Bagaço, da empresa de sucos Do Bem, produziu 20 bikes ecológicas que serão doadas para quatro ONGs do Rio de Janeiro: Abraço Campeão, Rede de Desenvolvimento da Maré, Centro Comunitário Irmãos Kennedy e Sim, eu Sou do Meio.

Para dar conta da demanda, a Do Bem promete retirar do meio ambiente 100% da quantidade de embalagens longa vida que produz por ano, aproximadamente 44 milhões. Desse montante, uma parte também retornará ao ciclo de produção da empresa.

Quadros de bicicleta produzidos a partir de embalagens de longa vida recicladas - Do Bem - Do Bem
Quadros de bicicleta produzidos a partir de embalagens de longa vida recicladas
Imagem: Do Bem

Além de bicicletas, as caixinhas também serão usadas na produção de óculos, telhas e pisos - os dois últimos itens serão usados na construção de moradias sustentáveis, uma parceria da Do Bem com as organizações Teto e Ecolar.

A produção de uma telha, por exemplo, leva 500 caixinhas. Além disso, a parceria com a Ecolar ajudará na construção de moradias sustentáveis e modulares de baixo custo, que utilizam em sua estrutura - paredes, piso e teto - chapas de polialumínio reciclado. Cada moradia possui 20 metros quadrados e são feitas com 63 chapas e 16 telhas recicladas, o que demanda cerca de 40.000 unidades de embalagens longa vida.

"Além de fazer a nossa parte, retirando as embalagens do meio ambiente, o projeto busca fomentar a produção e a criatividade de empresas que transformam lixo em itens que podem fazer a diferença na vida das pessoas", afirma Tiago Schmidt, gerente de marketing da Do Bem.

Compromisso do projeto Bagaço, da Do Bem

Reciclagem de 1000 toneladas = 44 milhões, considerando todos os volumes de embalagens de longa vida, para reciclagem;

Caixinhas em números para reciclagem

Para a produção de uma bicicleta = 400 caixinhas utilizadas;

Para a produção de uma telha = 500 caixinhas;

Para a produção de um telhado da ONG Teto = 12 telhas (6.000 caixinhas) + 4 cumeeiras (347 caixinhas) = 6347 caixinhas por telhado do TETO;

Para a construção de uma moradia sustentável e de baixo custo, da Ecolar, utiliza-se 40.000 caixinhas;

Outro compromisso da empresa é eliminar os canudos de plástico da linha de suco para crianças até o final deste ano. "Do Bem tem uma grande preocupação com os resíduos gerados pelas embalagens de nossos produtos e o impacto delas no meio ambiente, por isso estamos investindo e trabalhando cada vez mais para propor soluções sustentáveis".

O projeto conta também com a participação de consumidores, que podem descartar suas embalagens em pontos de coleta.

Empresas que mudam