PUBLICIDADE
Topo

Marina Rodrigues

Precisamos nos dar conta de nossos sucessos: carta

Mari Rodrigues

Estudante de Letras, Marina Rodrigues participa da Frente de Diversidade Sexual e de Gênero da USP. É apaixonada por comida do norte e por reciprocidade nas relações. Ainda está decidindo o que vai fazer com sua vida.

18/07/2020 04h00

Cara Mari, boa noite.

Escrevo porque hoje você está sem inspiração, depois de tanta correria desta semana, e repensando algumas coisas na sua vida. Estes momentos mais reflexivos lhe deixam mais bloqueada para falar de coisas que realmente importam.

Acabo de ver um vídeo, de outra menina trans como você, falando sobre ser bem-sucedida. E penso que às vezes você pensa que não é tão bem-sucedida assim na sua vida. Tanta negatividade em volta deve ser pesada, não é?

Mas eu lhe digo: deixe de lado esses pensamentos! Olhe para o tanto de coisas que você já conseguiu na vida: tem um bom emprego com pessoas que lhe respeitam, é inteligente e aplicada a ponto de estudar numa universidade de ponta, fez bons amigos que vai levar para sempre na vida, conseguiu o seu próprio espaço no site mais importante do país.

Como você ainda duvida do seu potencial? Isso tudo que eu enumerei é, para mim, ser bem-sucedida, e você deveria internalizar essas conquistas.

Naturalmente, os julgamentos doem, doem muito. Você não os aguentou por algumas vezes, mas quis o destino que você os superasse. E hoje, apesar deles, você está aí, radiante, superando estatísticas, virando a cara para comentários ruins e aproveitando as coisas boas da vida.

Dou-lhe algumas sugestões: durma bastante esta noite; tome um bom banho quente e um café bem reforçado de manhã; pegue leve no fim desta semana extenuante e ria com besteiras na internet; fale com aquele rapaz não tão bonito, mas super simpático, que quer lhe conhecer melhor; fale com aquela menina cheia de sonhos e que tem tanto a falar...

E não se cobre tanto. Bloqueios criativos são normais, e você tem todo o direito de tê-los. Você tem a sabedoria e a sagacidade de tirar o melhor inclusive desta situação anômala.

De uma Mari que deseja o melhor para você e que deseja que você sempre mostre o seu melhor.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.