PUBLICIDADE
Topo

10 artistas brasileiros para conhecer o rap indígena

Imagem do clipe da música "Koangagua"", do grupo indígena de rap Brô MC"s - Reprodução
Imagem do clipe da música "Koangagua'', do grupo indígena de rap Brô MC's Imagem: Reprodução
Fred Di Giacomo

Caipira punk de Penápolis, sertão paulista, Fred Di Giacomo é escritor e jornalista. Foi editor e professor na Énois, escola de jornalismo para jovens de periferia, onde editou o "Prato Firmeza: guia gastronômico das quebradas de SP" (finalista do Prêmio Jabuti). Seu primeiro romance "Desamparo" (Reformatório, 2018) foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura e um dos vencedores do Edital Para Publicação de Livros da Cidade de São Paulo. Nesta coluna, propõe um espaço para refletir, investigar e divulgar o trabalho de artistas do interior, sertões, pampas e florestas que se encontram longe demais de grandes capitais.

31/05/2020 04h00

Esta semana a coluna Arte fora dos centros falou com o Brô Mcs, primeiro grupo de rap indígena do Brasil, formado no Mato Grosso do Sul pelos pioneiros Bruno Veron, Clemerson Batista, Kelvin e Charlis Peixoto, em 2009.

Onze anos depois do nascimento do Brôs, indígenas de todo o Brasil transformam a luta de seus povos por demarcação e retomada em um dos movimentos musicais mais originais e eletrizantes do país. A seguir fizemos uma pequena lista de artistas, de todo o país, para você começar a ouvir o hip hop cantado por membros dos povos originários do nosso continente.

Brô Mcs, Guarani e Kaiowa

Katú, Bororos

Brisa Flow, Mapuche

Oz Guarani, Guarani

Kaê Guajajara, Guajajara

Kunumí MC, Guarani

Wera Mc, Guarani

Souto Mc, descendente Kariri

Wescritor, Tupinambá de Olivença

Oxóssi Karajá, Karajá

Arte fora dos centros