Topo

Cultura do carro


Morre Ferdinand Piëch, ex-presidente da VW e neto do criador do Fusca

Ferdinand Piëch a bordo do VW XL1 em foto de 2013; ex-executivo comandou compra de marcas como Lamborghini, Bentley e Bugatti - Jochen Luebke/EFE
Ferdinand Piëch a bordo do VW XL1 em foto de 2013; ex-executivo comandou compra de marcas como Lamborghini, Bentley e Bugatti
Imagem: Jochen Luebke/EFE

Edward Taylor

Em Frankfurt (Alemanha)

26/08/2019 17h49Atualizada em 27/08/2019 17h44

Ferdinand Piëch, ex-presidente e CEO da Volkswagen, que transformou a montadora alemã de um fabricante regional em um conglomerado automotivo global, morreu. A informação foi noticiada hoje pelo jornal alemão "Bild".

Piëch, de 82 anos, morreu no domingo, disse o "Bild", sem citar fontes.

Um representante das famílias Piëch e Porsche, que ainda controlam uma participação majoritária na Volkswagen através da holding familiar Porsche SE, não foi encontrado para comentar o assunto.

A Volkswagen não pôde ser contatada para comentar.

Piëch é neto de Ferdinand Porsche, que lançou a marca icônica de esportivos Porsche e também foi responsável pelo projeto do Volkswagen Fusca.

Considerado um engenheiro brilhante, Ferdinand Piëch apostou, quando estava no comando da VW, em uma técnica de construção modular, compartilhando suportes de veículos comuns entre as várias marcas dentro do grupo automotivo.

Sob a liderança, a Volkswagen adicionou marcas de luxo de alta margem de lucro ao conglomerado automotivo, adquirindo as fabricantes Bentley, Bugatti e Lamborghini em um único ano.

Hoje, o Grupo Volkswagen inclui as marcas Seat, Skoda, Bentley, Audi, Porsche e Ducati, além das montadoras de caminhões MAN e Scania.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Tabela Fipe

Você sabe quanto variou o preço do seu carro nos últimos meses?

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que estava publicado anteriormente, uma das fotos retiradas da reportagem se referia de forma equivocada a Ferdinand Piëch.

Cultura do carro