PUBLICIDADE
Topo

Tem carro envelopado? Saiba quais cuidados tomar na hora de lavá-lo

Evitar produtos abrasivos e lavagem com escovões ajudam a preservar envelopamento - Divulgação
Evitar produtos abrasivos e lavagem com escovões ajudam a preservar envelopamento
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/12/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Ceras e produtos abrasivos podem arruinar envelopamento
  • Lavagem com produtos neutros é ideal para preservar adesivo
  • Escovões e esponjas que podem causar danos não são recomendáveis

Envelopar o carro é uma boa maneira de personalizá-lo e até proteger a carroceria de riscos.

Mas, assim como é preciso ter cuidado na hora de cobrir a pintura original, o dono também deve ser cauteloso ao lavar seu possante. Afinal de contas, é bom lembrar que alguns produtos e processos de lavagem podem arruinar o envelopamento, cujos adesivos são feitos de vinil.

"É preciso tomar o mesmo cuidado que se toma com o verniz da pintura ou com uma película transparente. Esse tipo de película pode até ser encerada, mas não aceita polimento. Então uma vez que ela é riscada dificilmente existe forma de recuperação. Além disso, é preciso ter cuidado com as bordas e cantos da parte envelopada. Se você esfregar sem cuidado a ponta da película pode ser levantada, e aí ela não gruda mais", afirma Rodolfo Nunes, proprietário da RNunes Estética Automotiva.

Nada de escovões

Carro envelopado - Reprodução/TVUOL - Reprodução/TVUOL
Adesivo é feito de vinil e pode ser danificado facilmente
Imagem: Reprodução/TVUOL

Donos de carros envelopados devem passar longe das máquinas de lavagem rápida. Isso porque o movimento dos rolos de lavagem e o jato d'água podem soltar o adesivo, arranhar e até desgastar o vinil.

Esfregar o carro com escovões e esfregões também não é indicado pelos mesmos motivos.

Mais do que isso, o importante é não utilizar produtos com propriedades abrasivas, como ceras em pasta ou até querosene, que ás vezes é diluída com o sabão para retirar manchas de óleo. Ceras a base d'água ou carnaúba são melhores escolhas.

Na dúvida, o ideal é apelar para o básico: água e preparados neutros bastam para realizar a limpeza.