PUBLICIDADE
Topo

Faça você mesmo: ela aprendeu mecânica e até turbinou carro do zero

Maiza Hyodo entre seu Ford Ka e seu Chevrolet Chevette - Maiza Hyodo/Acervo Pessoal
Maiza Hyodo entre seu Ford Ka e seu Chevrolet Chevette
Imagem: Maiza Hyodo/Acervo Pessoal

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/10/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Maiza Hyodo aprendeu a mexer nos carros por conta própria e com ajuda de amigos
  • Jovem aproveitou período de desemprego para 'botar a mão na massa'
  • Hoje ela tem Ford Ka turbinado e Chevette que deve receber preparação para pista

Quem entra nas redes sociais de Maiza Hyodo vê uma frase que a define bem: "eu ainda brinco de carrinho".

Só que a jovem residente em Mauá (SP) não se contenta apenas em dirigi-los. Ela faz questão de fazer todas as manutenções e prepará-los por conta própria, mesmo sem ter formação em engenharia ou mecânica.

"As pessoas da minha família me ensinaram muito pouco sobre carro. Mas tive o privilégio de ser filha da mulher mais corajosa que já conheci. Minha mãe foi uma pessoa que fazia tudo que era preciso fazer. Ela nunca pediu para alguém trocar uma lâmpada ou algo assim. Ela pesquisava o que precisava ser feito e fazia. Além disso, meu pai teve caminhão quando eu era criança e meu irmão mais velho já gostava de carro antes de mim. Então foi algo natural em casa: se precisa fazer alguma coisa, vai lá e faz. Não tem essa de ficar de mãos atadas", conta.

Arregaçando as mangas

Maiza Hyodo 2 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Maiza diz que Ford Ka 'mudou sua vida'
Imagem: Acervo Pessoal

Maiza comprou seu primeiro carro em 2012, mas a vontade de botar a mão na massa ganhou força após uma infelicidade.

"O Ka foi o carro que mudou minha vida. Minha ideia era ter um carro 1.0 todo original para aprender a dirigir e vendê-lo depois de uns três anos para comprar um carro melhor. Só que em 2014 fiquei desempregada numa época que eu tinha muito tempo e pouco dinheiro. Então às vezes precisava fazer as manutenções (do carro) em casa e tinha poucas ferramentas. E tudo era uma aventura porque eu nem sabia trocar uma lâmpada do carro", lembra, aos risos.

Maiza Hyodo 5 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Registro do Ka durante as modificações feitas pela jovem
Imagem: Acervo Pessoal

Não havia outra saída a não ser fazer tudo por conta própria.

"Eu ia toda suja procurar um vídeo no YouTube e perguntava para as pessoas porque ficava até de madrugada mexendo nele. Então ele foi uma escola para mim. Bem difícil, porque, apesar de ser um carro simples, ele é muito difícil de mexer para quem não entende", diz.

Maiza Hyodo 4 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Hatch tem aproximadamente 150 cv, mas deve chegar aos 200 cv
Imagem: Acervo Pessoal

Depois das primeiras modificações, Maiza decidiu turbinar o Ka em 2017.

"Fiz muita coisa nele. Coloquei barra estabilizadora de Fiesta, espaçadores nas pontas de eixo traseiro, troquei a válvula termostática por uma de alumínio e contei com a ajuda de amigos para trocar as molas, freios e realizar as adaptações para o kit turbo".

Hoje, ela acredita que seu carro beira os 150 cv (bem mais do que os 65 cv originais). O projeto, porém, ainda não terminou, já que ela pretende trocar o motor 1.0 por um 1.6 que equipava as versões mais caras do Ka. Assim, Maiza diz que a potência deve chegar aos 200 cv.

Chevette 'de pista'

Maiza Chevette 1 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Chevette estava em estado deplorável quando foi comprado
Imagem: Acervo Pessoal

Os planos da jovem também são ousados para seu outro xodó: um Chevrolet Chevette 1978.

"Antes de turbinar o Ka surgiu o interesse de ter um carro para uso em pista. Comecei a procurar um modelo com tração traseira ou integral, e a alternativa mais barata era o Chevette. Conheci muita gente que tinha e pesquisei sobre ele e fui me apaixonando".

Só que a história de Maiza com seu futuro carro começou de uma maneira bem cômica.

"Fui ver o carro e aparentemente ele estava bonito. Só que ele morreu no meio do test drive e não ligava de jeito nenhum. Mesmo assim eu fechei o negócio no mesmo dia. Foi uma aventura trazê-lo para casa, tanto que pedi para um amigo me acompanhar com a Pajero dele para que ele me rebocasse em caso de algum problema", lembra, aos risos.

Maiza Hyodo 1 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Maiza trabalhando em um de seus carros
Imagem: Acervo Pessoal

Depois de refazer toda a parte elétrica do zero, o carro se tornou "utilizável" e ganhou até cinto de segurança - que não estava presente no veículo.

"Por enquanto ele está praticamente original, com exceção do câmbio de cinco marchas que era do modelo 1.6. Futuramente pretendo colocar uma mecânica de Vectra 2.0 16V".

Maiza Chevette 2 - Acervo Pessoal - Acervo Pessoal
Ideia de Maiza é colocar um motor de Vectra no Chevette
Imagem: Acervo Pessoal

Mais do que dar oportunidade para colocar em prática seus conhecimentos, os carros também ajudaram Maiza (que mantém um canal no YouTube) a fazer novos amigos.

"Cheguei num ponto que todas as minhas amizades mais próximas são ligadas a carros. Tenho muitos outros interesses, mas um ponto em comum é que todos gostam muito de carro. Fui pegando conhecimento de outros e hoje as pessoas me perguntam como fazer. Até hoje não acredito nisso!".