PUBLICIDADE
Topo

Mercedes-Benz anuncia em site de fake news e causa polêmica nas redes

Anúncio de van Sprinter estava em site de fake news - Divulgação
Anúncio de van Sprinter estava em site de fake news
Imagem: Divulgação

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/05/2020 10h39

Resumo da notícia

  • Montadora foi alertada sobre anúncio pelo perfil Sleeping Giants BR
  • Empresa afirmou 'não ter controle' de publicação de anúncios online
  • Mais tarde, Mercedes voltou atrás e disse que providenciaria retirada de peças

A Mercedes-Benz do Brasil se envolveu em uma grande polêmica por conta de um anúncio em um site de notícias falsas. A empresa se tornou alvo do "Sleeping Giants BR", perfil do Twitter inspirado no homônimo dos Estados Unidos que expõe empresas que anunciam e, consequentemente, financiam sites de fake news. A informação foi publicada pelo Jornal do Carro e confirmada por UOL Carros.

O perfil vem obtendo atenção ao marcar grandes empresas com o intuito de "descapitalizar sites que publicam mensagens de ódio e notícias falsas nos tempos atuais".

Procurada pela reportagem de UOL Carros, a Mercedes-Benz afirmou que "acionou todas as agências de Marketing e Publicidade que atuam em todas as unidades de negócios da marca para a retirada imediata das informações em sites de mídias programáveis". A empresa afirma que "não apoia este tipo de sites e está tomando as medidas necessárias"

Inicialmente, após ser questionada por seguidores nas redes sociais pelo anúncio da van Sprinter no site "Jornal da Cidade", conhecido por propagar fake news, a Mercedes-Benz havia respondido que a empresa "não tem controle sobre em quais canais o Google vai mostrar determinado anúncio."

Controle existe

A resposta via Twitter se baseia no fato de que alguns anúncios são pagos ao Google pela agência de publicidade responsável pela conta da montadora. Assim, os anúncios seriam propagados por Google Ads de duas maneiras: em sites que possuem o mesmo público-alvo desejado pela marca e a páginas com bons números de audiência.

Entretanto, existe uma maneira de controlar a exibição de anúncios por meio de um filtro que bloqueia determinadas páginas, impedindo que anúncios sejam exibidos nestes sites.