PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: como preservar bateria e não ficar a pé na volta da quarentena

Bateria do carro tem vida útil limitada e perde a carga com o passar do tempo; dica é desconectar o cabo negativo, mas é preciso ligar o motor de tempos em tempos  - Smith Collection/Gado/Getty Images
Bateria do carro tem vida útil limitada e perde a carga com o passar do tempo; dica é desconectar o cabo negativo, mas é preciso ligar o motor de tempos em tempos
Imagem: Smith Collection/Gado/Getty Images

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/03/2020 04h00

Em tempos de coronavírus, a recomendação para sair de casa apenas em caso de necessidade deixou as ruas bem mais vazias.

Em cidades como São Paulo, que está em regime de quarentena, a quantidade de veículos circulando despencou. Até montadoras têm recomendado deixar o carro das próprias marcas em casa.

Porém, automóvel é feito para rodar e não gosta de ficar muito tempo parado. O componente que sofre primeiro é a bateria: dependendo do tempo de inatividade, ela poderá estar "arriada" quando chegar a hora de voltar a rodar.

Mesmo com o motor desligado, o componente continua descarregando para manter ativas algumas funções essenciais do veículo, que precisam estar acionadas o tempo inteiro, explica Antônio Júnior, diretor de engenharia do Grupo Moura.

Para prevenir a descarga, o especialista recomenda manter o cabo negativo desconectado por um período máximo de dez a 30 dias, dependendo da vida útil restante da bateria.

Depois desse prazo, o recomendado é reconectar o cabo e dar a partida no motor pelo menos uma vez por semana, deixando-o ligado durante um período de 15 a 30 minutos para que o alternador recupere parte da carga perdida.

Sempre em um ambiente arejado, que permita a circulação e a saída dos gases de escape, por motivo de segurança.

Descarga espontânea

Antônio Júnior explica que é necessário dar essa carga semanal porque nem mesmo a retirada do cabo negativo evita a fuga de energia.

"A bateria automotiva é um aparato eletroquímico e possui uma característica chamada descarga espontânea. Naturalmente há perda de poder de partida do veículo com o decorrer do tempo, mesmo com o cabo negativo desconectado", ensina.

"Quanto mais nova a bateria for, mais devagar acontece esse fenômeno e mais tempo ela pode ficar desconectada", complementa.

O detalhe é que, ao desligar a bateria do sistema elétrico, vários ajustes do veículo, como data e hora, são "zerados" e é necessário reconfigurá-los depois.

Júnior também destaca que o local onde o carro fica estacionado também deve ser levado em conta.

"Desconecte o cabo negativo caso o veículo se encontre em um lugar seguro, para possa ficar sem o alarme ativo durante esse período. Além disso, quanto menos exposto ao sol o veículo estiver, menor será a velocidade de descarga".

Quando a bateria deve ser trocada?

Bateria tem de dois a três anos de vida útil; se não mantiver mais a carga, é hora de substituí-la - Shutterstock
Bateria tem de dois a três anos de vida útil; se não mantiver mais a carga, é hora de substituí-la
Imagem: Shutterstock

A durabilidade do componente vai de dois a três anos, de acordo com fabricantes como a Moura.

Antônio Júnior aponta alguns sinais de que chegou a hora de substituir a bateria:

1 - Motor de partida não arranca: no momento de girar a chave, são ouvidos apenas sons de cliques emitidos pelo motor de partida.

2 - O pistões do motor giram devagar: ao girar a chave, o motor demora a pegar e é percebida uma certa lentidão em seu acionamento.

3 - Indicador de carga da bateria está apagado: a maioria das baterias possui um indicador de carga na parte superior da mesma. Se a luz estiver verde, significa que a bateria está boa para uso; se estiver apagada, pode significar que a bateria já está no final de vida útil ou está apenas descarregada.

O especialista lembra que nem sempre a bateria é a origem de alguma falha. "É importante consultar um profissional especializado para certificar-se de que o problema é na bateria, Às vezes, os sintomas são decorrentes de outro defeito no sistema elétrico".

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.