PUBLICIDADE
Topo

GM demite engenheiros após racha com Corvettes 2020 em estrada nos EUA

Chevrolet Corvette C8 - Divulgação
Chevrolet Corvette C8 Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

27/01/2020 10h34

Os engenheiros da General Motors pegos dirigindo duas unidades do Corvette 2020 em alta velocidade no estado do Kentucky (EUA), não fazem mais parte do corpo de funcionários da montadora.

Ambos foram parados pela polícia no dia 8 de janeiro após excederem o limite de velocidade da estrada em que estavam por mais de 80 km/h. Em vez de 72 km/h (45 mph), a dupla Alexander Thim e Mark Derkatz trafegava com o esportivo a 193 km/h e 160 km/h, respectivamente.

A GM não fez um anúncio da demissão dos funcionários, entretanto a página de ambos engenheiros no LinkedIn já foi atualizada com o fim do ciclo na montadora. Thim colocou que "trabalhou anteriormente na General Motors no lançamento do novo Corvette 2020 na equipe de resolução de problemas de chassi/trem de força". Já Derkatz apenas interrompeu sua etapa profissional na montadora na rede social.

Após o episódio, ambos foram presos, mas liberados após o pagamento de uma fiança de US$ 1 mil. Os carros foram apreendidos e retirados no dia seguinte pela GM.

Sobre o episódio, um porta-voz da GM se limitou a dizer ao site Carscoops: "concluímos nossa investigação do incidente e tomamos as medidas apropriadas. Por respeito à privacidade dos indivíduos, não faremos mais comentários".

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.