Topo

Carros elétricos


Nissan confirma Kicks híbrido fabricado no Brasil em 2022

Nissan Leaf (vermelho) e X-Trail (azul) estão garantidos; Note (laranja) não vem, mas dá origem ao Kicks híbrido - Divulgação
Nissan Leaf (vermelho) e X-Trail (azul) estão garantidos; Note (laranja) não vem, mas dá origem ao Kicks híbrido
Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo

18/07/2019 17h52

A Nissan tem metas ambiciosas de eletrificação, que incluem o mercado brasileiro. Além de lançar o hatch 100% elétrico Leaf no país, a marca vai lançar aqui em 2022 uma versão híbrida do Kicks - conforme UOL Carros tinha antecipado. A informação é de Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil.

De acordo com o executivo, o Kicks híbrido terá produção nacional, na fábrica de Resende (RJ), e vai utilizar a mesma tecnologia de propulsão presente no modelo Note E-Power fabricado e vendido no Japão, onde é um dos carros mais populares da marca japonesa. Motor, bateria e outros componentes serão importados para montagem local.

O sistema E-Power utiliza um motor a combustão convencional 1.2 de três cilindros apenas para recarregar as baterias, enquanto outro motor, elétrico, fica encarregado de levar tração às rodas dianteiras. Segundo a Nissan, com esse conjunto a montadora já alcançou 1.000 km de autonomia, utilizando um tanque de apenas 47 litros de gasolina.

Por falar no combustível fóssil, informa Silva, o Kicks híbrido vai estrear aqui abastecido apenas com gasolina, mas em um segundo momento deverá incorporar o sistema flex, para utilizar também etanol.

Além disso, o Kicks não será o único híbrido da marca a vir ao Brasil: também está nos planos o SUV médio X-Trail equipado com essa tecnologia. Há, inclusive, unidades em testes para adaptação ao nosso mercado.

Silva destaca também que seguem os testes, em parceria com a Unicamp, de sistema de célula de combustível que utiliza etanol para gerar hidrogênio e, a partir desse gás, gerar eletricidade para mover o veículo. "Deveremos colocar o produto no mercado por volta de 2024, 2025. Não é um projeto pensado apenas para o mercado brasileiro".

Por fim, o presidente da filial brasileira da Nissan sinaliza para "breve" o lançamento no Brasil da nova geração do sedã compacto Versa, recentemente apresentada nos Estados Unidos e que será importada do México - o novo modelo vai conviver com o atual, que manterá a produção no Rio de Janeiro. "Não chega este ano, mas 2020 seria uma boa aposta", disse.

Mais Carros elétricos