Topo

Testes e lançamentos


Audi RS5 de R$ 557 mil serve para quê? Para sair bem na foto; assista

Siga o UOL Carros no

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-02T08:00:00

02/06/2019 08h00

Resumo da notícia

  • Cupê esportivo tem 450 cv
  • 0-100 km/h é feito em 3,9 s
  • Máxima é limitada em 280 km/h
  • Tração integral Quattro é programada para deixar cupê mais "traseiro"
  • Brasil recebe pacote mais completo RS Dynamic

E que tal conhecer um dos modelos mais chamativos da atual linha da Audi? UOL Carros mostra os detalhes do RS5 Coupé, que chega ao país com o pacote RS Dynamic de série por praticamente R$ 557 mil.

Não é barato, claro, mas é um carro muito instigante -- talvez perdendo em estilo, arrojo e dirigibilidade na medida só para a perua-irmã RS4 (mesmo conjunto, um pouco mais pesada apenas, com seus 1.715 kg, pelo espaço mais familiar e bagageiro para 505 litros de carga e R$ 10 mil mais em conta). Alguém pode citar o poderio de RS6 e RS7, mas aqueles dois canhões têmoutro porte, andando demais, sim, mas sem ser tão na mão...

Para causar ao máximo, é possível escolher, como fizemos, pela cor mais interessante da nova paleta, o verde Sonoma Mettalic, que se inspirou na escola britânica de "racing cars" -- apesar de ser menos fechado, lembra demais os tons de modelos clássicos da Lotus e mesmo da Jaguar. Só faltou pintar as belíssimas rodas aro 20 polegadas de bronze.

Claro, essa família RS4/RS5 é tão instigante não só pelo estilo visual, mas certamente pelo motor V6 montado "invertido" (com o vértice do "V" para cima e turbina centralizado, aproveitando melhor a termodinâmica do conjunto).

Ele gera os mesmos 450 cavalos da geração anterior -- sendo que lá tínhamos um V8. E tem mais força de arrancada, já que o torque é maior: 61,2 kgfm. Tudo controlado pelo câmbio automático de oito marchas, não o automatizado de sete velocidades.

É uma senhora patada a cada arranque, mas sem que o motorista deixe de conseguir apontar o carro para onde quer. Primeiro porque a posição de direção, o aro do volante e mesmo a visibilidade é boa (lembre-se: estamos num cupê de quase cinco metros, com caixas de rodas avantajadas, lembrando modelos clássicos dos anoa 1990, além de teto baixo).

Depois, por conta da tração integral Quattro, que por aqui tem um acerto mais "traseiro" (40/60), mas que pode retribuir o torque quando necessário, auxiliando em contornos mais abusados de curvas.

Claro que se você assistiu ao vídeo percebeu nossa marotagem de, mesmo prometendo "não acelerar", fazer um 0-100 em menos de 4 segundos (mas sem infringir o limite da via). E este é o principal senão de uma máquina dessas. Um Audi da linha RS esgota qualquer limite de velocidade rapidamente -- para nossa sorte, testamos tanto cupê, quanto pela perua também em pista aqui no Brasil e na Autobahn, na região de Munique (Alemanha), durante o lançamento global, há pouco mais de um de ano.

Ainda bem que é possível desfilar -- aparecendo muito -- com um carro desses. E, nestas condições, aproveitar as assistências do belíssimo painel digital com head-up display, ou a central com ar-condicionado de três zonas de temperatura e sistema de som Bang & Olufsen com 19 alto-falantes e dois subwoofers. Só o controle poderia ser mais avançado, já com tela sensível ao toque e conexões mais avançadas. Mas é um dos poucos motivos de vergonha para um carro que adora aparecer.

FICHA TÉCNICA

Audi RS5 Coupé RS Dynamic
Preço: R$ 556.990
Motor: 2.9, V6 invertido, biturbo
Potência: 450 cv, 5.700 a 6.700 giros
Torque: 61,2 kgfm, 1.900 a 5.000 giros
Câmbio: 8AT
Tração: Quattro (integral, 60/40 para traseira)
Máxima: 280 km/h
0 a 100 km/h: 3,9 segundos
Dimensões: 4,72 m (comprimento), 2,76 m (entre-eixos)
Rodas 20 polegadas, pneus 275/30
Peso: 1.665 kg
Porta-malas: 465 litros
Cor: Sonoma Green Metallic

Mais Testes e lançamentos