PUBLICIDADE
Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Quais são os 5 sedãs médios mais econômicos e os 5 mais 'gastões' do Brasil

Versão Touring do Civic, equipada com o motor 1.5 turbo de 173 cv, é o sedã médio com menor consumo, segundo o Inmetro - Murilo Góes/UOL
Versão Touring do Civic, equipada com o motor 1.5 turbo de 173 cv, é o sedã médio com menor consumo, segundo o Inmetro
Imagem: Murilo Góes/UOL

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/12/2019 04h04

A categoria dos sedãs médios sempre foi objeto de desejo dos brasileiros, apesar da preferência cada vez maior por SUVs. Espaçosos, costumam trazer boa dose de tecnologia, oferecendo, ao mesmo tempo, dirigibilidade mais refinada na comparação com utilitários esportivos.

Sua relevância no mercado é tanta que, salvo exceções, a maioria das montadoras tem um sedã médio para chamar de seu. Apesar da predominância da dupla formada por Toyota Corolla e Honda Civic no que se refere às vendas, há muitas e variadas opções no mercado brasileiro.

Porém, um fator deve sempre ser considerado em uma compra racional: o consumo de combustível.

Para ajudar o consumidor, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) criou o PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular), que mede o consumo energético em MJ/km (megajoules por quilômetro) e também em km/l dos modelos comercializados no Brasil.

Ou seja, avalia o gasto necessário de energia para determinado automóvel se locomover.

A avaliação segue teste padronizado de consumo, em condições controladas, atribuindo nota que vai de "A", para os modelos mais eficientes, até "E", para os menos eficientes.

Para cada modelo, foi considerada a versão com maior gasto de energia dentre as opções com mesma motorização. Também foram descartados sedãs que hoje não são comercializados no Brasil.

Vale destacar que o ranking traz apenas sedãs médios modelo 2019. Portanto, a lista engloba apenas veículos movidos a gasolina e flex, deixando de fora representantes de peso da categoria, como a nova geração do Corolla, que estreou a inédita tecnologia híbrida flex, capaz de consumo bastante baixo, principalmente no ciclo urbano.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Inmetro: 5 sedãs médios com menor consumo em 2019

  • Murilo Góes/UOL

    Honda Civic

    Versão 1.5 Touring CVT (gasolina)

    Nota B
    Consumo energético - 1,68 MJ/km
    Consumo cidade - 11,8 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 14,4 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 12,8 km/l (gasolina)

  • Divulgação/Audi

    Audi A3 Sedan

    Versão 1.4 Attraction automática (flex)

    Nota B
    Consumo energético - 1,72 MJ/km
    Consumo cidade - 7,8 km/l (etanol)
    Consumo estrada - 9,9 km/l (etanol)
    Consumo combinado - 8,6 km/l (etanol)
    Consumo cidade - 11,7 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 14,2 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 12,7 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Chevrolet Cruze

    Versão 1.4 LT automática (flex)

    Nota B
    Consumo energético - 1,72 MJ/km
    Consumo cidade - 7,8 km/l (etanol)
    Consumo estrada - 10,1 km/l (etanol)
    Consumo combinado - 8,7 km/l (etanol)
    Consumo cidade - 11,5 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 14,6 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 12,7 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Honda Civic

    Versão 1.5 Coupe Si manual (gasolina)

    Nota B
    Consumo energético - 1,78 MJ/km
    Consumo cidade - 11,2 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 13,7 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 12,2 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Mercedes-Benz CLA

    Versão 1.6 180 automática (gasolina)

    Nota B
    Consumo energético - 1,78 MJ/km
    Consumo cidade - 11,2 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 13,7 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 12,2 km/l (gasolina)

Fonte: Inmetro

Inmetro: 5 sedãs médios com maior consumo em 2019

  • Divulgação

    Subaru WRX

    Versão 2.5 STI manual (gasolina)

    Nota E
    Consumo energético - 3,28 MJ/km
    Consumo cidade - 6,2 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 7,9 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 6,9 km/l (gasolina)

  • Arthur Caldeira/Infomoto

    Audi A3 Sedan

    Versão 2.5 RS3 automática (gasolina)

    Nota D
    Consumo energético - 2,61 MJ/km
    Consumo cidade - 7,6 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 9,9 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 8,5 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Subaru WRX

    Versão 2.0 CVT (gasolina)

    Nota C
    Consumo energético - 2,32 MJ/km
    Consumo cidade - 8,6 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 11,1 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 9,5 km/l (gasolina)

  • Divulgação

    Mercedes-Benz CLA

    Versão 2.0 AMG 45 4Matic automática (gasolina)

    Nota C
    Consumo energético - 2,31 MJ/km
    Consumo cidade - 8,4 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 11,6 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 9,6 km/l (gasolina)

  • Davi Ribeiro/Folhapress

    BMW Série 3

    Versão 2.0 328i automática (flex)

    Nota C
    Consumo energético - 2,06 MJ/km
    Consumo cidade - 6,4 km/l (etanol)
    Consumo estrada - 8,5 km/l (etanol)
    Consumo combinado - 7,2 km/l (etanol)
    Consumo cidade - 9,8 km/l (gasolina)
    Consumo estrada - 12,5 km/l (gasolina)
    Consumo combinado - 10,8 km/l (gasolina)

Fonte: Inmetro

Seu Automóvel