PUBLICIDADE
Topo

BMW e Mercedes juntas? Veja cinco acordos improváveis entre marcas

Novo Toyota Supra foi desenvolvido em parceria com a BMW - Bill Pugliano/Getty Images/AFP
Novo Toyota Supra foi desenvolvido em parceria com a BMW
Imagem: Bill Pugliano/Getty Images/AFP

24/02/2019 08h00

Dificilmente alguém imaginava que BMW e Mercedes-Benz se tornariam parceiras. Pois foi o aconteceu: as empresas anunciaram a criação de uma joint venture para oferecer vários serviços de mobilidade, de olho em gigantes do setor como a Uber.

Esta, porém, não é a primeira (e nem será a última) parceria inusitada da indústria automobilística. Vários acordos não só estão vigentes como renderam bons frutos. UOL Carros lembra a seguir algumas das alianças mais improváveis.

Alianças improváveis

  • Divulgação

    Mercedes e BMW: novos compactos

    A aliança entre as arquirrivais não deve se limitar apenas aos serviços de mobilidade. O jornal "Handelsblatt" aponta que, até 2025, BMW e Mercedes-Benz desenvolveriam os sucessores de seus atuais modelos compactos, Série 1 e Classe A. Antes impensável, a colaboração se estenderia aos carros autônomos. Ideia principal seria desenvolver uma plataforma única para veículos compactos feita para atender as necessidades de cada modelo. Assim, as empresas economizariam uma quantia mais do que significativa de dinheiro no desenvolvimento das bases dos próximos compactos. Leia mais

  • VW e Ford: veículos comerciais e picapes

    Foi durante o Salão de Detroit que Ford e Volkswagen confirmaram o acordo para desenvolver furgões comerciais e picapes de médio porte de forma conjunta e prevendo vendas globais a partir de 2022. Acordo sem participação acionária permitirá às empresas desenvolverem juntas veículos a partir de 2022, quando nascerá a primeira picape média da união. Espere daí as novas Amarok e Ranger. Leia mais

  • Bill Pugliano/Getty Images/AFP

    Toyota e BMW: novo Supra

    O Toyota Supra foi um dos esportivos mais icônicos dos anos 90. Sua reencarnação, porém, deixou alguns fãs descontentes. Isso porque o novo modelo foi feito sob a plataforma do BMW Z4. E não é só a base que foi replicada do esportivo alemão. Motor é o mesmo 3.0 turbo de seis-cilindros em linha com 335 cv, assim como a transmissão automática de oito marchas da alemã ZF. Na prática, apesar da história japonesa e de toda a essência da Toyota por trás do Supra, o novo modelo pode ser considerado um carro alemão feito com uma "bolha oriental" Leia mais

  • Arte/UOL

    Ford e GM: transmissão de 10 marchas

    O novo Chevrolet Camaro já foi mostrado no Brasil e avaliado por UOL Carros. Além do controverso design, ele traz outra importante novidade: o câmbio automático de 10 marchas. Curiosamente, a caixa é a mesma empregada no... Ford Mustang. É isso aí: os arquirrivais históricos compartilham a transmissão, que também equipa a picape F-150. Quem diria, hein? Leia mais

  • UOL Carros

    Mercedes-Benz e Renault-Nissan

    A aliança Renault-Nissan é parceira da Daimler desde 2010. O acordo inicialmente valeria para três projetos, mas acabou sendo estendido a 12 projetos na Europa, Ásia e América do Norte. Até agora, alguns frutos desse "casamento" foram as novas gerações de Renault Twingo, Smart ForTwo e Smart ForFour. Um dos projetos mais recentes, aliás, também interessa para nós: é a Mercedes-Benz Classe X, primeira picape média da história da marca alemã e feita sobre o projeto da Nissan Frontier -- que também serve de base para a Renault Alaskan. Leia mais