PUBLICIDADE
Topo

Acredite: mais de 50% dos brasileiros não usam o cinto no banco de trás

Denis Freire de Almeida

Denis Freire de Almeida é jornalista formado pela PUC-SP, com 25 anos de experiência na área de automotiva. É idealizador do "Direção Legal" e já trabalhou em veículos como Rede Globo, Quatro Rodas, O Estado de S. Paulo, Record TV e Webmotors. É piloto de testes certificado pela Federação Paulista de Automobilismo desde 1999, além de instrutor de Direção Preventiva e Defensiva.

Colunista do UOL

19/06/2020 04h00

Há 22 anos, exatamente no dia 23 de setembro de 1997, o uso do cinto de segurança para motorista e passageiros passou a ser obrigatório em todo o Brasil.

VEJA VÍDEOS COM DICAS PRÁTICAS DE DIREÇÃO

Desde então, o número de pessoas que usam o equipamento aumentou exponencialmente, mas somente nos bancos da frente...

Mais de 50% dos brasileiros ainda não usam o cinto no banco de trás! E o mais grave de tudo isso é que, além de colocarem a própria vida em um risco muito maior, as pessoas que andam soltas ainda podem causar ferimentos gravíssimos naquelas que estão com cinto nos bancos da frente.

Para você ter uma ideia, a 'apenas' 60 km/h nosso peso é multiplicado por 19 vezes! E, em caso de uma batida, um passageiro de 70 kg passa a pesar 1,5 tonelada!

Já pensou ser atropelado por um rinoceronte? É o que acontece durante um acidente, com os motoristas que levam passageiros soltos dentro do carro.

Assista ao vídeo e veja o porquê da importância do equipamento e os agravantes causados por passageiros soltos no carro.

SAIBA MAIS SOBRE O DIREÇÃO LEGAL