PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Como fazer seu carro ficar mais econômico em tempos de gasolina mais cara

Siga o UOL Carros no
Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

02/03/2021 04h00

O assunto "combustível" continua rendendo boas discussões. Tudo começou quando falamos sobre gasolina aditivada, que rendeu um segundo vídeo falando sobre gasolina premium.

Sempre que falamos sobre combustível, as pessoas perguntam sobre economia e trazem receitas duvidosas, tipo GNV. Aliás, se vocês quiserem que eu fale sobre GNV, deixe nos comentários que vamos polemizar.

Mas vamos lá: o que faz seu carro ficar mais econômico?

Começa por combustível bom. Escolher bem o posto para abastecer e fidelizar fará diferença. Não procure preço baixo, que esse é roubada total.

Manutenção em dia também vai colaborar para economia de combustível, já que carro saudável e regulado queimará só o combustível necessário para trabalhar, sem excessos.

Carro alinhado e pneus balanceados e calibrados fazem diferença no consumo de combustível e também no desgaste dos pneus, que não são baratos - então vale a pena preservar.

E, talvez, o que mais vai te trazer economia de combustível é o método de condução.

- Não abusar do acelerador, especialmente nas arrancadas, economizará combustível e preservará os freios, já que frenagens bruscas desgastam com mais severidade pastilhas e discos.

- Trabalhar bem as marchas fará diferença enorme no consumo. Ir diminuindo a velocidade gradativamente descendo as marchas é a chave do sucesso pro consumo baixo, preservação dos freios e dos pneus.

- Velocidade constante e, de preferência, abaixo dos 100 km/h. Trafegar em rodovias a 90 km/h é ideal pra economia de combustível. Já disse que dirigir como seu avô de 70 anos é a melhor economia.

- Não andar em ponto morto, pois o carro fica com o motor na marcha lenta, em que o consumo é considerável. Essa prática foi herdada dos carros carburados, mas ninguém avisou que não funciona mais.

Nos modelos com injeção eletrônica, tirar o pé do acelerador com o carro engatado permite ao sistema entender que há uma situação de rotação reversa, em que são as rodas que giram o motor. Sendo assim, como você não quer potência, o sistema corta o fluxo de combustível para o motor, economizando.

Apesar de estar sem combustível, o motor continua girando devido o carro estar engatado. Basta reduzir mais a velocidade, acelerar ou desengrenar para o sistema voltar a enviar um combustível para o motor.

Simples, né? É só não querer dar uma de piloto que seu carro não te dará prejuízo.

Agora deixe aqui seus comentários, sugestões de temas ou conte o seus causos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL