PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

Como saber se a embreagem do seu carro está perto de te deixar na mão

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

03/11/2020 10h42

Sempre reforço a importância das manutenções preventivas em meus vídeos e textos. Isso te poupa de muita dor de cabeça. Com a embreagem não é diferente. Se respeitar o manual e fizer as trocas nos períodos recomendados, não tem com o que se preocupar.

Mas a embreagem é um componente peculiar. Dependendo da forma como você dirige, pode ser que ela se desgaste muito antes ou depois do período apontado pelo fabricante. Por isso é importante saber notar os sinais de desgaste e também é válido conhecer as boas práticas do uso desse sistema para prolongar seu tempo de vida.

Então vamos falar da primeira parte, para sanar a dúvida do leitor Andrei, que perguntou sobre embreagem ruim.

Barulhos são sempre indícios de problemas. Se você ouve ruído na hora de trocar de marcha, o que o pessoal chama de câmbio arranhando, é sinal de desgaste. Só preste atenção para ter certeza de que você pisou na embreagem até o fim e engatou a marcha certa, porque o ruído é o mesmo.

O pedal também dá dicas. Se estiver muito baixo, muito perto do assoalho do carro, pode dificultar a troca de marchas, mas pode ser só um problema de ajuste.

O desgaste da embreagem também pode deixar o pedal mais alto, e aí pode ser que apenas um ajuste resolva. Mas, se o desgaste já chegou ao limite, o ajuste não vai resolver e é hora de trocar.

Se ele estiver só duro pode ser problema no cabo de acionamento, o que é comum em alguma articulação, dependendo do modelo do carro ou o platô da embreagem.

Se o pedal vibra pode indicar problemas na embreagem, mas é importante investigar se não é algum coxim de fixação do motor.

E se o acoplamento da embreagem não estiver acontecendo como deveria, a rotação do motor sobe rapidamente, mas o carro não arranca - é a famosa embreagem patinando.

Agora, indo pro segundo ponto, podemos adotar alguns hábitos para poupar a embreagem de desgastes prematuros.

O principal é nunca segurar o carro na embreagem. Sabe quando você para em uma ladeira e fica dosando entre o pedal da embreagem e o acelerador? Isso causa um desgaste enorme no disco de embreagem. Sempre pare o carro, segure-o no freio e coloca o câmbio no ponto morto.

Se você se sente melhor puxando o freio de mão nesse momento, em vez de segurar o carro no freio do pé, tudo bem! Ignore quem diz que isso é coisa de motorista iniciante. Se você se sente confortável, é assim que deve fazer.

Também não é legal descansar o pé no pedal da embreagem. O pedal multiplica força, então uma leve pressão sobre ele pode pré-acionar a embreagem, causando um desgaste prematuro.

Por fim, não é só o disco que entra na conta na hora de trocar. Substituímos o kit de embreagem, que é composto pelo disco, o platô e o rolamento.

Agora corra para ver se seu carro está engatando as marchas direitinho e conte para mim nos comentários.