PUBLICIDADE
Topo

Honda CR-V está mais completo, mas câmbio CVT e preço 'freiam' desempenho

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

21/06/2021 09h00

A Honda fez as primeiras alterações de meio de vida no CR-V 2021. O modelo, que está na sua quinta geração e é vendido no Brasil desde a segunda, ganhou melhorias pontuais para deixa-lo mais competitivo dentro do segmento.

Além disso, o CR-V 2021 chega às lojas importado com algumas modificações estéticas leves, apenas para atualizar o visual da atual geração, lançada no mercado em 2016.

Na parte mecânica, mantém o conjunto que já era conhecido, o motor 1.5 turbo usado também no Civic de topo com câmbio automático CVT. O modelo chega às lojas por R$ 264.900 (R$ 274.700 no Estado de SP).

Divulgação

Honda CR-V Touring 2022

Preço

R$ 264.900
Carros
3,9 /5
USUÁRIOS
2,0 /5
ENTENDA AS NOTAS DA REDAÇÃO

Pontos Positivos

  • Equipamentos
  • Espaço interno

Pontos Negativos

  • Desempenho
  • Preço

Veredito

Se o CR-V já foi "carro da moda", hoje ele corre por fora em uma faixa de preço que o coloca perto dos modelos premium, o que dificulta a vida do SUV médio da Honda. Enquanto o pacote de segurança está parelho aos melhores do mercado, em termos de tecnologia e modernidade ele deixa a desejar. A ambição não é grande como já foi e o conjunto com CVT pode ser econômico, mas não dá a resposta que um carro desse porte precisa.

Design e espaço interno

O design do CR-V teve pequenas alterações para a linha 2021. As novidades ficam por conta da nova grade frontal, para-choques e faróis de neblina de LEDs.

Na lateral, há novos frisos cromados sob as portas e novas rodas de 18 polegadas com acabamento escurecido. Atrás, as lanternas passam a ser escurecidas, há uma barra de cromo escurecido ligando as lanternas e nova saídas de escapamento também.

Em termos gerais, o visual do CR-V está atual, mas bastante polêmico nessa geração. Se as linhas são basicamente uma evolução da quarta e da terceira - esta última a de maior sucesso no País - elas não deixam de dividir opiniões, especialmente sobre a traseira. Por outro lado, as linhas dão a sensação do carro ser muito maior do que realmente é.

Por dentro, o modelo oferece bom espaço para cinco adultos. Com uma largura considerável, mesmo com o console central com uma terceira saída de de ar-condicionado para o banco traseiro, há bom espaço para as pernas de quem vai sentado ali.

O acabamento é de qualidade, mas nada espetacular ou que se assemelhe a modelos de luxo - apesar de o preço ser. Ainda assim, é bem produzido nos mais diversos aspectos de escolha de materiais.

O porta-malas oferece bons 522 litros de capacidade para as malas e tem abertura e formato amplo para acomodar bem a bagagem e oferecer o melhor uso da capacidade declarada.

Honda CR-V 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Desempenho

Sem novidades em termos mecânicos, o CR-V 2021 traz o conjunto já conhecido no modelo: motor quatro cilindros de 1,5 litro, turbo com injeção direta de combustível e duplo comando variável de válvulas.

Alimentado apenas com gasolina, rende 190 cv a 5.600 rpm e 24,5 mkgf entre 2.000 e 5.000 rpm. A transmissão é do tipo automática CVT que simula oito marchas e a tração integral sob demanda, entregando sempre no eixo dianteiro e enviando força as rodas traseiras quando necessário.

No papel o motor tem tudo para entregar um bom rendimento ao CR-V, mas na prática a realidade é outra. Se os números gerados são ótimos, infelizmente o comportamento do câmbio automático CVT tende a frear um melhor desempenho do SUV.

Quando se exige do carro em retomadas, ultrapassagens, acelerações ou subidas, ele demora a responder, mesmo com o carro vazio. Isso porque a calibragem do câmbio CVT é sempre destinada a mais economia de combustível e não performance.

Em subidas de serra principalmente, a resposta é lenta do conjunto em retomar a velocidade e é perceptível que o motor poderia render mais e melhor se o câmbio fosse automático do tipo convencional com conversor de torque ou de dupla embreagem - são escolhas.

Usando o modo Sport ativado ou as aletas para trocas de marchas atrás do volante não há uma grande melhora na resposta, mesmo quando se sabe lidar com o CVT e que é preciso dar pequenas aliviadas no acelerador em situações assim.

O conjunto de suspensões independentes na frente e atrás trabalha bem. Como os demais Honda, tem um ajuste firme que, dependendo do tipo de piso, chega a ser incômodo, especialmente em um carro familiar, mas na maior parte do tempo serve mesmo para passar estabilidade, especialmente em curvas.

Honda CR-V 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Equipamentos

O conjunto do CR-V é bastante completo, é preciso salientar, mas ainda assim ele tem alguns pênaltis em relação a outros concorrentes, especialmente no que diz respeito a tecnologias e modernidade.

O painel de instrumentos é parcialmente virtual, mas tem boa visibilidade. O carro traz um pacote bem completo. A central multimídia ganhou um botão físico de volume para facilitar aumentar ou reduzir e tem integração com Android Auto e Apple CarPlay, mas peca pelas dimensões de apenas 7 polegadas.

Novidades da linha 2021 são o carregamento de celular por indução e um novo posicionamento das entradas USB no console central na dianteira que facilitam o acesso e uso tanto para carregamento de dispositivos quanto para a integração com a central.

O sistema de som também foi alterado e, além de nove alto-falantes, incluiu um subwoofer, que melhora a resposta dos sons graves, integrado ao espaço do porta-malas.

Outros itens que compõem a lista do CR-V 2021 são os faróis Full-LED, ar-condicionado de duas zonas, chave presencial com partida remota do motor e por botão no painel. Há ainda duas entradas USB para os bancos traseiros, câmera traseira com sensores de estacionamento na frente e atrás.

O pacote de itens fica completo com o head-up display configurável, que projeta informações na altura da visão do motorista ao invés de fazê-lo tirar os olhos da pista para olhar o painel ou a central, os bancos dianteiros com ajustes elétricos e a abertura elétrica da tampa do porta-malas, com a função de abrir ou fechar com um movimento do pé sob o para-choque.

Honda CR-V 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Manutenção e segurança

Entre os itens de série do CR-V a parte de segurança é bastante privilegiada, como era de se esperar por mais de R$ 250 mil. Além dos seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina), há frenagem autônoma de emergência com sinalização sonora e visual e leitor de faixa de rodagem com correção no volante.

Há ainda o controle de velocidade adaptativo, que regula a velocidade e a distância em relação ao carro da frente freando ou acelerando conforme ele faz o mesmo. O CR-V traz ainda o assistente de partida em rampa e os controles de tração e estabilidade e detector de fadiga.

O Honda Lane Watch finaliza o conjunto: ele tem uma câmera instalada no retrovisor externo direito que aciona toda vez que se dá seta para a direita, dando uma visão mais privilegiada ao condutor, para evitar veículos no ponto cego. É uma função bastante útil.

O pacote de seis revisões do CR-V, a cada 10 mil km cada, custa um total de R$ 3.452, o que dá um valor médio de R$ 575 por revisão, ou por cada 10 mil km rodados. Se levar em conta o valor do carro, é um custo bem baixo pelo que oferece em termos de pós-vendas.

Honda CR-V 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mercado

O mercado de SUV médios mudou bastante e o CR-V não conseguiu efetivamente acompanhar a mudança. Ele, que já chegou a ser o SUV médio mais vendido da categoria, com a quarta e quinta geração ficou muito caro e perdeu a capacidade de competir em pé de igualdade no segmento.

Entre os médios-grandes, por assim dizer, como também se tornaram o Tiguan AllSpace e o Toyota RAV4, ele fica em leve desvantagem. Agora só com um conjunto menos potente, o Chevrolet Equinox também corre por fora nessa briga.

A R$ 276.440, o RAV4 tem a tecnologia híbrida a seu favor, que além do consumo oferece na capital paulista incentivos como a ausência de rodízio.

Se comparado ao Tiguan AllSpace R-Line, fica para trás em desempenho e custo-benefício. O Volkswagen custa R$ 236.090, tem 220 cv e leva até sete pessoas.

Já o Equinox, agora disponível apenas em versão única Premiere com motor 1.5 turbo de 172 cv e 27,8 mkgf, parte de R$ 189.900. O pacote de equipamentos é bem semelhante ao do CR-V.

Honda CR-V 2021 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mecânica
  • Motorização

  • 1.5, 4 cil., 16V, turbo, gasolin

  • Combustível

  • Gasolina

  • Potência (cv)

  • 190 cv @ 5.600 rpm

  • Torque (kgf.m)

  • 24,5 kgf.m @ 2.000 - 5.000 rpm

  • Aceleração de 0 a 100 (segundos) (km/h)

  • N/D

  • Velocidade máxima (km/h)

  • N/D

  • Câmbio

  • Automático, CVT

  • Tração

  • Integral sob demanda

  • Direção

  • Elétrica

  • Suspensão Dianteira

  • Independente McPherson

  • Suspensão Traseira

  • Independente Multilink

  • Freios Dianteiros

  • Disco ventilados

  • Freios Traseiros

  • Disco

Pneus e Rodas
  • Pneus

  • 235/60R18

  • Rodas

  • 18"

Dimensões
  • Altura (mm)

  • 1689

  • Comprimento (mm)

  • 4631

  • Entre-eixos (mm)

  • 2660

  • Largura (mm)

  • 1855

  • Ocupantes

  • 5

  • Peso (kg)

  • 1629

  • Porta-malas (L)

  • 522

  • Tanque (L)

  • 57

Preço das Revisões, Seguro e Garantia
  • 10.000 km

  • R$ 232,77

  • 20.000 km

  • R$ 368,28

  • 30.000 km

  • R$ 563,45

  • 40.000 km

  • R$ 1054,17

  • 50.000 km

  • R$ 421,27

  • 60.000 km

  • R$ 812,06

  • Garantia

  • 3 anos

Equipamentos
  • Airbags Motorista

  • Airbags Passageiro

  • Airbags Laterais

  • Airbags do tipo Cortina

  • Controle de Estabilidade

  • Controle de Tração

  • Freios ABS

  • Distribuição Eletrônica de Frenagem

  • Ar-Condicionado

  • Travas Elétricas

  • Ar Quente

  • Piloto Automático

  • Volante com Regulagem de Altura

  • Vidros Elétricos Dianteiros

  • Vidros Elétricos Traseiros

  • Central Multimídia

  • Rádio FM/AM

  • Entrada USB

  • Banco de Couro

  • Banco do motorista com ajuste de altura

  • Bancos com ajustes elétricos

  • Desembaçador Traseiro

  • Teto Solar

  • Computador de Bordo

  • Acendimento automático dos faróis

  • Faróis de neblina

  • Frenagem autônoma de emergência

  • Alerta de permanência em faixa

  • Sensor de pressão dos pneus

  • Sensor de pontos cegos

  • Alerta de colisão

  • Faróis com regulagem de altura