PUBLICIDADE
Topo

Cobiçada por escolas, Gracyanne garante que não será rainha de bateria

Gracyanne Barbosa será musa de camarote e escola de samba na Sapucaí, no Rio - Reprodução/Instagram
Gracyanne Barbosa será musa de camarote e escola de samba na Sapucaí, no Rio Imagem: Reprodução/Instagram

Lucas Pasin

Do UOL, no Rio

25/11/2021 04h00Atualizada em 25/11/2021 09h26

Depois de perder o posto de rainha de bateria da União da Ilha, Gracyanne Barbosa vem sendo cobiçada por outras escolas de samba do Rio de Janeiro para 2022. A musa fitness revelou ao UOL que recebeu uma série de convites, alguns considerados até "absurdos", mas que não pretende chegar ao Carnaval como rainha de nenhuma agremiação, mas sim como musa.

Ela, no entanto, garantiu que desfilará na Marquês de Sapucaí no próximo ano.

"Ainda estou estudando as possibilidades. Carnaval é muito doido. Alguns convites são maravilhosos, mas muito loucos. Não tenho capacidade de agir como outras pessoas agem, por isso recuei de alguns convites, mesmo sendo bons. Não me sinto à vontade como ser humano para aceitar algumas coisas", disse ela, justificando que aceitar um convite de rainha de bateria seria "puxar o tapete" de alguém muito próximo ao Carnaval.

Gracyanne completa:

Devo vir de musa na Sapucaí. Sem prejudicar ninguém. Me sinto melhor e em paz.

Além do desfile, Gracyanne também marcará presença no Camarote Rio Praia, onde foi eleita 'musa'. O espaço contará também com shows de Belo.

Gracyanne Barbosa samba com bateria da Mocidade em festa de camarote - REGINALDO TEIXEIRA / RT FOTOGRAFIA  - REGINALDO TEIXEIRA / RT FOTOGRAFIA
Gracyanne Barbosa samba com bateria da Mocidade em festa de camarote
Imagem: REGINALDO TEIXEIRA / RT FOTOGRAFIA

Fim do reinado na União da Ilha

A escola de samba União da Ilha do Governador utilizou a sua conta oficial no Instagram para comunicar que Gracyanne Barbosa não é mais a rainha de bateria da agremiação, após três anos de reinado. Ao UOL, assim que soube, ela afirmou que o posto foi vendido e diz que não foi avisada antes.

Me tiraram do posto de rainha e eu só soube pelo Instagram. Soube que eles venderam o posto e eu super entendo isso. Nunca paguei para ser rainha, mas entendo. Só não entendo o motivo de não conversarem antes. Até pelo respeito. Eu tinha relacionamento tão bacana com todos eles, inclusive com o presidente. Se ele me falasse que a escola está precisando de grana e que tinha alguém para pagar pelo posto, eu entenderia. Eu não posso pagar.

A ex-rainha ainda disse que aceitaria desfilar em outro posto, mas que "infelizmente as escolas de samba fazem isso". "Não só comigo, mas com quase todas as rainhas. Estava lá havia 3 anos. É péssimo porque vão achar que eu saí só porque fui rebaixada, mas eu já desfilei muito sem holofote também".