PUBLICIDADE
Topo

Rainha que 'destronou' Gracyanne vê Luma de Oliveira como inspiração

Juliana Souza, nova Rainha de Bateria da União da Ilha - Divulgação
Juliana Souza, nova Rainha de Bateria da União da Ilha Imagem: Divulgação

Lucas Pasin

Do UOL, no Rio

17/11/2021 04h00

Juliana Souza, 33 anos, tem uma difícil missão no Carnaval 2022. Após 25 anos desfilando pela União da Ilha, a empresária substitui Gracyanne Barbosa e assume o posto de rainha de bateria da escola de samba do Rio de Janeiro, cargo ocupado pela musa fitness nos últimos três anos.

Filha de Márcio André, compositor de mais de 80 sambas-enredo, Juliana ressalta, em entrevista a Splash, a "paixão pela folia carregada no sangue". Ela também minimiza "polêmicas" após o anúncio como rainha de bateria ter surpreendido Gracyanne pelas redes sociais.

A musa fitness chegou a dizer que a União da Ilha precisava de dinheiro e que vendeu o cargo para Juliana, mas ela nega.

Deve ter se equivocado. Como mulher empoderada, que ela é, conhece o verdadeiro sentido de sororidade e acho que não atacaria outra mulher, principalmente conhecendo na pele todas as dores e delícias de ser uma mulher do Carnaval. Ela sabe sobre de todos os preconceitos que nos cercam, e que inclusive diminuem todas as nossas lutas achando que a única coisa que nos possibilita um posto como o de 'rainha de bateria' seria a compra do cargo.

Juliana se define como "cria da comunidade" da escola da Ilha do Governador e diz representar meninas que sempre sonharam em estar frente à bateria.

"Tenho mais de 25 anos de história com a União da Ilha. Represento várias meninas. Gracyanne fez um reinado maravilhoso. Espero poder ajudar o meu pavilhão e fazer um trabalho à altura da responsabilidade que é ocupar este cargo, principalmente depois de todo o legado deixado por mulheres como a própria Gracyanne Barbosa, Deise Nunes, Bruna Bruno, entre outras".

Juliana Souza, nova Rainha de Bateria da União da Ilha - Divulgação - Divulgação
Juliana Souza, nova Rainha de Bateria da União da Ilha
Imagem: Divulgação

'Juntas somos mais fortes'

Além de elogiar Gracyanne Barbosa, Juliana destaca que qualquer rivalidade entre rainhas de baterias deve existir apenas dentro da Marquês de Sapucaí, defendendo a escola do coração.

A empresária destaca o empoderamento feminino no Carnaval e cita Luma de Oliveira, uma das principais rainhas da folia do Rio de Janeiro por duas décadas, como inspiração.

As mulheres do Carnaval estão cada vez mais conscientes de que juntas somos mais fortes. Crescemos com estereótipos e cobranças que pesam para todas nós até hoje. Faz mais sentido sermos aliadas do que inimigas. Tenho mulheres do samba que me inspiram, como Luma de Oliveira, Pinah e Eloni Lara.

A rotina fora do Carnaval

Além da dedicação pela União da Ilha, Juliana é também bastante focada na vida profissional. Ela está se graduando, à distância, em Educação Física, e administra uma marca de calçados.

"Faço encontro com fornecedores para escolher os modelos e organizar a montagem dos calçados e bolsas que eu mesmo idealizo. Além disso, estou sempre presente na loja", conta.

O empreendimento de calçados não é o único trabalho da empresária: "Divido essa rotina ainda com a minha loja virtual de roupas fitness e visito uma vez por semana a confecção. Fora tudo isso gosto sempre de acordar cedo e começar meu dia fazendo musculação, assim rende mais."