PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Vacina chinesa para covid-19 passa a ser testada em 20 de julho, diz Doria

Imagem ilustrativa da vacina contra a covid-19, causada pelo novo coronavírus - Miguel Noronha/Futura Press/Estadão Conteúdo
Imagem ilustrativa da vacina contra a covid-19, causada pelo novo coronavírus Imagem: Miguel Noronha/Futura Press/Estadão Conteúdo

Eduardo Simões

São Paulo

06/07/2020 13h38

A potencial vacina contra a covid-19 desenvolvida pela empresa chinesa SinoVac começará a ser testada no Brasil no dia 20 de julho, disse hoje o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Os estudos serão liderados pelo Instituto Butantan, vinculado ao governo paulista, e contarão com 9.000 voluntários em 12 centros de pesquisa localizados, além de São Paulo, em outros quatro estados e no Distrito Federal.

Doria afirmou que o recrutamento dos voluntários começará na segunda-feira da próxima semana e que aqueles que participarão dos testes clínicos serão profissionais de saúde.

A candidata a vacina da SinoVac está na Fase 3, a última dos testes em humanos e que visa determinar a eficácia da imunização.

O acordo do Butantan com a empresa chinesa prevê a transferência de tecnologia para produção local da vacina, caso se prove eficaz contra a covid-19.

Saúde