PUBLICIDADE

Topo

Prefeitura de São Paulo define quem tem prioridade na xepa das vacinas

Dado Ruvic/Reuters
Imagem: Dado Ruvic/Reuters

Nathan Lopes

Do VivaBem, em São Paulo

18/06/2021 11h42Atualizada em 29/06/2021 15h37

A Prefeitura de São Paulo informou a ordem de prioridade para a xepa das vacinas contra a covid-19 na cidade.

A partir de hoje, caso os postos de vacinação da cidade tenham doses remanescentes ao fim do dia, elas poderão ser aplicadas em qualquer pessoa acima de 18 anos.

A ordem de prioridade indicada pela prefeitura é esta:

  1. Lactantes sem comorbidades (até dois anos de amamentação), acima de 18 anos;
  2. Acadêmicos em Saúde em estágio, independente do período de formação;
  3. Estudantes de área técnica em saúde em estágio, independente do período de formação;
  4. Pessoas com mais de 18 anos de idade.

Segundo o "Instrutivo para Priorização de Doses da Vacina de Covid-19 no Município de São Paulo", a unidade de saúde "deverá manter listas de espera com os usuários, residentes da cidade de São Paulo, elegíveis em sua área de abrangência: moradores, estudantes e quem trabalha na região da unidade". Para isso, é necessário apresentar documento de identidade e comprovante de endereço.

A prefeitura ainda ressalta que "nenhuma unidade de saúde tem autorização para desprezar doses remanescentes". Caso sobre alguma dose, eles ligam para os inscritos e os convidam para tomar o imunizante.

Atualmente, em São Paulo, são aplicadas vacinas da Astrazeneca/Fiocruz, CoronaVac e Pfizer. Cada uma tem uma data de validade diferente, então não há como saber qual vacina sobrará para a repescagem. Todas as vacinas são consideradas eficazes pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em reduzir a gravidade da covid. O importante é respeitar o intervalo entre as doses.

Vacinação em São Paulo

Começou nessa semana a vacinação dos grupos etários sem comorbidade no estado de São Paulo, com a população entre 50 e 59 anos de idade.

A prefeitura da capital organizou um sistema de escalonamento de idades durante a semana, para evitar aglomeração e falta de doses em postos de saúde. Hoje, foi divulgado o fracionamento para adultos até 18 anos.

A gestão municipal também disponibilizou um site para acompanhar o tamanho das filas da vacinação nas unidades e postos de saúde. É o "De Olho na Fila", batizado de "filômetro".

Na quarta-feira (16), no entanto, a plataforma registrou algumas falhas no primeiro dia de imunização para pessoas com 56 e 57 anos, conforme noticiou o UOL.