PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Governo de Minas Gerais imuniza cavalos para produzir soro contra covid-19

Diversos pesquisadores estão usando cavalos para produzir soro anti-covid-19 - Arquivo/Instituto Vital Brazil
Diversos pesquisadores estão usando cavalos para produzir soro anti-covid-19 Imagem: Arquivo/Instituto Vital Brazil

Colaboração para o UOL

06/11/2020 08h08

Com investimento do Governo de Minas Gerais, pesquisadores da Funed (Fundação Ezequiel Dias) começaram a produção de um soro contra covid-19, nesta semana. Ele foi desenvolvido desde o começo do ano e é criado a partir da imunização de cavalos. Os anticorpos dos animais devem ajudar a reduzir a carga viral em seres humanos e assim diminuir os sintomas.

As primeiras 5 mil ampolas do soro devem ser finalizadas até janeiro de 2021. Elas serão destinadas para estudos clínicos, que testarão a segurança e a eficácia do soro. Depois disso será solicitado o registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a produção de lotes industriais em larga escala.

Sérgio Caldas, coordenador da pesquisa para o desenvolvimento do soro anti-covid-19, afirmou que "o desenvolvimento do soro deve ser considerado uma opção para o tratamento da infecção". Mas vale ressaltar que inicialmente ele será restrito ao ambiente hospitalar a partir de prescrição médica.

A Funed recebeu R$ 213 mil para investir no desenvolvimento do soro, por meio da Fapemig (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais). A produção dos lotes-pilotos irá receber investimento do Governo de Minas para a produção.

O Secretário de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, destacou que o estado continua mobilizado para reduzir a gravidade da pandemia.

"A redução de casos no estado não significa que as ações do Governo cessaram. Pelo contrário. Continuamos mobilizados e trabalhando em projetos a médio prazo, como é o caso da produção do soro que está sendo desenvolvido pela Funed", afirmou Carlos Eduardo.

Em Minas Gerais, até o dia 5 de novembro, foram registrados 364.541 casos confirmados de covid-19 e 9.128 óbitos. São 20.044 casos em acompanhamento. E 335.369 pessoas foram recuperadas.

VivaBem