PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Covid-19: entenda por que o ator Nick Cordero precisou amputar a perna

Dimitrios Kambouris/Equipa
Imagem: Dimitrios Kambouris/Equipa

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

20/04/2020 15h52

O ator Nick Cordero, 41, conhecido por atuar espetáculos da Broadway e na TV norte-americana, teve problemas de coagulação por complicações da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-Cov-2).

Segundo posts de sua esposa, a dançarina Amanda Kloot, nas redes sociais, enquanto hospitalizado, o canadense começou a ter problemas na circulação sanguínea da perna direita e não recebia sangue nas pontas dos pés.

Ela contou que Cordero começou a receber medicação anticoagulante no último sábado (18), já na UTI. "Os anticoagulantes corrigiram os problemas de coagulação, mas causaram outros. A medicação afetou sua pressão arterial e causou sangramento interno no intestino", disse ela no sábado.

Com o uso das drogas interrompido, o ator teve sua perna amputada no Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles, onde está internado.

Qual a relação entre a Covid-19 e a coagulação do sangue?

Entre fevereiro e março de 2020, o periódico científico Journal of Thrombosis and Hemosthasis publicou quatro artigos abordando a relação intrincada, complexa e ainda pouco compreendida entre a covid-19 e trombogênese (formação de trombos, a coagulação de sangue).

Por enquanto, o que os cientistas sabem é que o novo coronavírus induz em casos mais graves, uma tempestade de citocinas (emissão de sinais entre as células durante o desencadeamento das respostas imunes) que leva à ativação de coagulações, causando fenômenos trombóticos.

"O que passamos a entender é que o vírus entra pelo epitélio respiratório (mucosa que se estende da cavidade nasal até os brônquios), agride-o e deixa os brônquios e os alvéolos com a membrana exposta, criando algo parecido com um machucado. Isso faz o corpo querer estancar a ferida, e a resposta do organismo é a coagulação, entrando em estado de hipercoagulabilidade, o que na verdade, não resolve o problema", explica a pneumologista Elnara Marcia Negri, do Hospital Sírio Libanês.

De acordo com Rodrigo Borsari, gerente médico do Hospital Nipo Brasileiro os anticoagulantes podem, sim, gerar sangramentos no sistema nervoso central e sistema gastrointestinal. "Justamente por isso ainda não foi estabelecido que deve ser usado de forma universal para pacientes com a covid-19 ou outros problemas. Os riscos são grandes e podem ser maiores que os benefícios", esclarece.

Embora não conheçamos o caso clínico completo do ator, Borsari aponta que o quadro pode ser mais grave para pacientes que já têm outros problemas relacionados à coagulação, o que poderia levar à necessidade de amputação.

Estado do ator é estável

No Instagram, Kloot começou a hashtag #WakeUpNick (acorde, Nick) e pediu aos fãs que enviassem seus vídeos deles dançando e mandando boas energias para que ele acordasse. Mais tarde, no sábado, ela compartilhou uma atualização de que a cirurgia dele foi bem. "Ele passou pela cirurgia, que é realmente grande porque obviamente seu corpo está muito fraco. Espero que ele apenas relaxe e descanse", disse.

Em posts recentes, ela acrescentou que seu estado é estável e que ele está se recuperando de acordo com o esperado.

Saúde