PUBLICIDADE

Topo

Após ser ofendida pelo ex-marido, ela perdeu 40 kg e recuperou a autoestima

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Roseane Alves

Colaboração para o VivaBem

27/02/2020 04h00

Em um relacionamento infeliz desde os 22 anos, Márcia Zenezi, 50 anos, descuidou da alimentação e chegou a 115 kg. Após ser ofendida pelo marido por causa do peso e da idade, a empresária se separou aos 44 anos e passou a dedicar mais tempo à saúde. A seguir, ela conta como conseguiu emagrecer e recuperar a autoestima:

"Comecei a perder o controle do meu peso durante a gravidez. Tive minha primeira filha aos 22 anos e, quando ela completou cinco meses de nascida, eu já estava grávida novamente. Não consegui manter uma boa alimentação nessa época e cheguei a 115 kg. Admito que relaxei um pouco e parei de me preocupar com minha saúde e meu corpo, pois não estava em um relacionamento feliz, trabalhava muito e ainda cuidava das meninas. Ou seja, mal sobrava tempo para mim.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Fui deixando a vida me levar até que, em março de 2016, tudo virou de ponta-cabeça. Tinha uma cachorrinha que amava demais e certo dia esqueci a porta aberta. Ela saiu e acabou entrando na casa da vizinha, onde tinha uma piscina. Quando cheguei, soube que tinha morrido afogada. Aquilo acabou comigo. Meu marido (hoje ex), em vez de me apoiar, piorou a minha tristeza. Ele me chamou de assassina e disse que eu era a culpada pela morte da cachorra. Falou também que meu esquecimento iria piorar, pois eu estava velha. Ainda disse que se ele terminasse comigo eu não conseguiria ficar com mais ninguém, por conta de estar acima do peso.

Depois disso, finalmente decidi me separar. Não poderia ficar com alguém que me tratava daquele jeito, mesmo vendo a dor que estava sentindo. Entrei em depressão e senti a necessidade de mudar. Já que tinha me libertado, precisava começar a cuidar da saúde do meu corpo.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Procurei um médico e iniciei uma reeducação alimentar. Cortei o açúcar do meu cardápio e também produtos industrializados. Minhas refeições basicamente tinham batata-doce, legumes e verduras (abobrinha, brócolis, espinafre, couve, cenoura etc.) e uma fonte de proteína (carne, peixe, frango, ovo). Foi uma dieta bem puxada, mas consegui ser bem regrada e seguir tudo direitinho.

Além da alimentação regrada, também comecei a praticar atividades físicas e tomei gosto pelos exercícios. Eu estava na academia simplesmente todos os dias. Fazia de tudo um pouco, aula de dança, aula de step, musculação, corrida. Treinar virou um compromisso e nunca faltava.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Após um ano, consegui eliminar 40 kg de forma bastante saudável. A prática de exercícios me ajudou a ganhar massa magra e não ficar flácida. Atualmente, estou com 75 kg (tenho 1,74 m de altura) e não foi só meu peso que mudou. Ganhei autoestima e aprendi a me amar mais.

Posso falar que comecei a viver depois dos 44 anos, quando decidi cuidar de mim. Depois disso, me apaixonei, investi no meu trabalho e sou uma mulher muito mais realizada. Eu me tornei apresentadora de TV e, no Programa Agora Que São Elas, falo sobre histórias de mulheres que também passaram por uma grande transformação. Acredito que mostrar nossos resultados sempre pode servir de inspiração para outras pessoas que estão passando por dificuldades e precisam de motivação para mudar.

Arquivo pessoal/ Arte UOL
Imagem: Arquivo pessoal/ Arte UOL