Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Vacina contra câncer de mama pode ficar pronta em 8 anos, diz pesquisador

Vacina - Natali_Mis/iStock
Vacina Imagem: Natali_Mis/iStock

Do UOL, em São Paulo

15/10/2019 13h47

Pesquisadores da Mayo Clinic em Jacksonville, na Flórida (EUA), desenvolvem uma vacina contra o câncer que pode estar disponível dentro de oito anos. Ela poderá não apenas interromper a recorrência de cânceres de mama e ovário, mas também impedir que se desenvolvam.

"É razoável dizer que poderíamos ter, dentro de oito anos, uma vacina que pode estar disponível para os pacientes nas farmácias ou para os médicos", disse o pesquisador Keith L. Knutson. A pesquisa, em fase inicial, levará pelo menos três anos até que a vacina contra o câncer seja testada em um número maior de pacientes.

Os imunologistas da Mayo Clinic têm duas vacinas contra o câncer de mama triplo negativo e o câncer de mama positivo HER2, respectivamente. Eles também trabalham contra o carcinoma ductal in situ, câncer de mama não invasivo com 300 mil novos casos por ano nos Estados Unidos.

"Nós sabemos que eles são seguros, que estimulam o sistema imunológico [para combater o câncer]", afirmou Knutson. O testes da fase 2 podem custar entre 12 e 20 milhões de dólares. A fase seguinte pode custar o dobro, segundo o pesquisador.

"Sabemos que houve reação positiva no câncer de ovário e mama. Não vimos nenhum evento adverso que esteja causando outros problemas além de irritação na área, semelhante a uma vacinação contra a gripe. Agora temos que convencer o FDA [Departamento de Saúde norte-americano], por meio de ensaios clínicos sólidos e rigorosos."

Saúde