Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

O que fazer para diminuir a flacidez nos braços e dar tchauzinho "sem medo"

A flacidez nos braços muitas vezes é provocada por falta de tônus muscular, o que pode ser combatida com exercícios - iStock
A flacidez nos braços muitas vezes é provocada por falta de tônus muscular, o que pode ser combatida com exercícios Imagem: iStock

Diana Cortez

Colaboração para o VivaBem

24/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • A flacidez nos braços costuma ocorrer devido à perda ou falta de tonicidade do músculo, da pele ou de ambos
  • O problema ocorre por fatores como sedentarismo, sobrepeso, idade, má alimentação e até excesso de álcool
  • A flacidez no "músculo do tchauzinho" por falta de tônus muscular pode ser combatida com exercícios para bíceps, tríceps e ombros
  • Alguns tratamentos estéticos ajudam a minimizar o problema quando ele é provocado pelo excesso de pele ou falta de colágeno

A flacidez no "músculo do tchauzinho" é um problema estético que incomoda muitas mulheres. A boa notícia é que em diversos casos é possível deixar a região mais firme com uma tática bem simples: malhação.

O problema costuma ocorrer devido à perda ou falta de tonicidade do músculo, da pele ou de ambos, por causa de fatores como sedentarismo, sobrepeso, má alimentação, idade, consumo excessivo de álcool, exposição solar, tabagismo e até poluição —que podem provocar a perda de colágeno da pele.

"Quando a falta de tônus muscular é a responsável pela flacidez, o estímulo gerado por exercícios de musculação leva à hipertrofia, o que aumenta a espessura das fibras dos músculos dos braços, deixando-os mais firmes", explica Wilmar Villas, profissional de educação física da Cia Athletica e personal trainer, formado pela UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul). Nesse caso, trabalhar tríceps, bíceps e ombros é essencial para tonificar os braços e construir uma estética harmoniosa na região.

O que fazer no treino

Jackeline Voltolini, profissional de educação física pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e coordenadora da Bodytech, sugere incluir no treino dois ou três exercícios para cada grupo muscular —lembrando que também é essencial malhar o restante do corpo, para não gerar um desequilíbrio. Além disso, sempre que trabalhar uma região você deve dar um descanso de aproximadamente 48 horas antes de voltar a trabalhá-la.

Para obter bons resultados, é indicado utilizar uma carga que possibilite realizar a última repetição com dificuldade ou próximo à exaustão, para que a hipertrofia aconteça. Portanto, se no treino você deve fazer três séries de 10 repetições, o décimo movimento deve ser executado com muito mais esforço ou próxima à falha.

Veja exercícios para incluir no seu treino:

Tríceps Podem ser movimentos mais básicos, como tríceps pulley com corda, com barra W ou com a barra reta. Já o tríceps testa, o francês, o tríceps na paralela ou o tríceps banco (também conhecido como mergulho) são opções para alunas mais avançadas, uma vez que exigem maior consciência corporal.

Tríceps banco: aprenda a realizar o exercício que fortalece o tríceps

VivaBem

Bíceps O movimento tradicional da rosca direta com halteres e o bíceps scott na máquina podem ser indicados para os iniciantes. E a rosca scott com a barra W e a rosca concentrada para os mais experientes.

Rosca direta fortalece e define o bíceps; veja como fazer

VivaBem

Ombros Exercícios de elevação lateral e frontal, realizados com halteres, são interessantes e mais fáceis de executar por quem treina há pouco tempo. Já o desenvolvimento de ombros com halteres e a remada alta, por exemplo, são boas opções para aqueles que possuem nível de treinamento intermediário ou avançado.

Desenvolvimento trabalha ombros e tríceps; veja como fazer

VivaBem

Ajuda da tecnologia

Ganhar músculos na região nem sempre será suficiente para eliminar a flacidez, principalmente se ela for causada pelo excesso de pele devido a oscilações de peso ou perda de colágeno decorrente do envelhecimento, tabagismo, genética etc.

"Se a pessoa engorda demais, a pele sofre um estiramento e não volta totalmente mesmo que ela emagreça", alerta Abdo Salomão Junior, doutor em dermatologia pela Universidade de São Paulo (USP), de São Paulo.

Mesmo assim, pacientes com uma flacidez moderada na região podem lançar mão de tratamentos estéticos, como o ultrassom microfocado. O equipamento causa micropontos de coagulação na derme profunda ao elevar a temperatura a 100 °C, encurtando os tecidos na mesma hora e estimulando a produção de colágeno.

"Mas é importante saber que o resultado vai depender da resposta fisiológica de cada um, sendo que obesos que perderam muito peso não terão um resultado tão perceptível", coloca Salomão Júnior.

Fortalecer os bíceps, os tríceps e os ombros ajuda a reduzir a flacidez no braço - iStock
Fortalecer os bíceps, os tríceps e os ombros ajuda a reduzir a flacidez no braço
Imagem: iStock

Combata o excesso de gordura

O acúmulo de gordura no corpo também pode ser uma das causas do visual molenga dos braços e ainda dá chance para outros "excessos indesejados", por exemplo, junto às axilas (a famosa "bananinha").

"Nesses casos, é preciso aliar uma dieta equilibrada orientada por um nutricionista com exercícios de musculação e também aeróbicos, para potencializar a redução de gordura corporal, que vai acontecer no corpo inteiro e não apenas em uma região específica", coloca Villas. Dessa maneira, os músculos ficam mais aparentes e definidos, e a estética mais bonita.

Para dar fim a essas gordurinhas, também podem ser usados tratamentos estéticos complementares, como os equipamentos de radiofrequência e a aplicação de enzimas que atuam no esvaziamento do conteúdo das células de gordura.

Movimento