Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

Medo de ter infarto fez professor de dança perder 68 kg em menos de um ano

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Juliana Vaz

Colaboração para o UOL VivaBem

10/01/2019 04h00

Emerson Santana sempre fez atividade física, mas por se alimentar muito mal chegou aos 158 kg. Ele decidiu emagrecer após um alerta de que seu coração estava em risco. A seguir, conta como conseguiu mudar o corpo:

"Fui uma daquelas crianças gordinhas, que adorava comer biscoitos recheados e não fazia nenhum esporte. Quando a adolescência foi chegando, estar acima do peso começou a me incomodar e meus pais me incentivaram a buscar alguma atividade física que sentisse prazer em fazer. Conheci a capoeira e, meses depois, a dança por meio do axé e o break. 

Como essas atividades exigem muito esforço físico, meu corpo ficou definido e consegui controlar o peso, mesmo comendo lanches, lasanha congelada, refrigerando e salgados. 

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Só que aos 22 anos comecei a engordar, basicamente por dois motivos. O programa favorito meu e de minha namorada era sair para jantar ou assistir filmes comendo snacks. Também deixei a capoeira de lado e, apesar de continuar fazendo atividade física (dançar), meu dia a dia começou a se tornar cada vez mais sedentário. Só andava de moto ou carro e mal caminhava ou subia escadas. Assim, cheguei aos 158 kg

A obesidade nunca afetou minha autoestima ou atrapalhou a fazer uma das coisas que mais gosto: dançar. O que me deu um baque e fez querer emagrecer foi a saúde. Aos 33 anos, no fim de 2017, sofri um acidente de moto e fraturei a perna. Apesar de todo o repouso e fisioterapia recomendados pelos médicos, após dois meses meu quadro não evoluiu. A obesidade estava prejudicando a calcificação da lesão. 

Antes de começar a dieta, fiz uma bateria exames e meu médico foi incisivo: eu deveria perder peso já, pois corria risco de ter um infarto a qualquer momento devido ao excesso de gordura visceral --acumulada entre os órgãos, na região do abdômen.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Ele então me incluiu na fila da cirurgia bariátrica, mas eu não queria enfrentar um procedimento tão agressivo. Combinamos que eu emagreceria ao menos 20 kg antes de decidir o que fazer.

Em fevereiro de 2018, com a ajuda de uma nutricionista, mudei radicalmente a dieta, deixando de lado fast-food, fritura e açúcar logo de cara. Também comecei a frequentar uma academia e a me exercitar gradativamente, primeiro com aeróbico e depois com fortalecimento muscular.

Mesmo ficando ofegante e com dor nas pernas após 10 minutos de esteira, eu persistia, afinal, era minha vida em jogo 

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Fazer dieta não é fácil. Mesmo comendo em um intervalo menor de horas entre as refeições, eu vivia com fome e demorei quase quatro meses para acostumar meu paladar aos alimentos saudáveis. Café sem açúcar, arroz integral e berinjela eram as coisas mais difíceis de comer. Porém, hoje, até sinto falta se não estiverem na marmita que eu preparo. 

Ver os números da balança diminuindo com o passar das semanas se tornou minha principal motivação. Consegui ser tão disciplinado que em quatro meses eliminei 40 kg. Mais magro e com o objetivo de ganhar mais massa muscular e acelerar a queima de gordura, comecei o cross training, uma espécie de treino funcional. O consumo de proteína subiu e a nutricionista adicionou alguns suplementos.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Uma das coisas mais importantes para meus resultados foi sempre fazer em casa minha comida. Quando não tinha muito tempo de preparar a marmita, fazia uma omelete sem sal, frango grelhado na chapa com pouco óleo e suco só com adoçante. Mas eu sempre sabia o que tinha naquilo que estava comendo.

Perdi cerca de 68 kg e cheguei aos 90 kg, mas com um bom percentual de massa muscular. Emagrecer me trouxe mais saúde e também um novo estilo de vida. Hoje, muita gente me procura pedindo dicas de como emagrecer. Eu sempre digo que não existe fórmula mágica. O caminho é dieta, treino e paciência, porque cada um tem um metabolismo e biotipo diferente e vai emagrecer no seu tempo". 

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: até dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube