Topo

Tudo sobre Diabetes

Sintomas e tratamentos da doença


Tudo sobre Diabetes

Como agir numa crise de hipoglicemia? Beba refrigerante ou suco de laranja

iStock
Imagem: iStock

Vivian Ortiz

Do VivaBem, em São Paulo

10/04/2018 04h00

Suor em excesso, vertigens, sonolência, tremores e fraqueza. Sintomas como esses podem ser causados por uma crise de hipoglicemia, que é quando o nível de glicose no sangue fica abaixo do normal (menos que 70 mg/dl). Este é um problema conhecido por quem tem diabetes, devido aos níveis de glicemia mais instáveis, mas pessoas sem a doença também podem sofrer com essa queda, caso não se alimentem corretamente ou pratiquem exercícios em jejum, por exemplo.

Maristela Bassi Strufaldi, nutricionista da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes), Maria Fernanda Barca, doutora em endocrinologia pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e Erika Campana, diretora do Departamento de Hipertensão da Socerj (Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro), listam quais alimentos ajudam durante uma crise e quais você deve colocar no cardápio para evitar que o problema ocorra com frequência. Vale ressaltar que é bom consultar seu médico, caso o mal-estar não passe e seja recorrente.

No caso de uma crise, coma:

iStock
Imagem: iStock

Mel
Quando o açúcar no sangue fica muito baixo, um carboidrato de rápida absorção é necessário para trazer esses níveis para valores considerados normais. Aposte em uma colher de sopa de mel. Funciona, pois é composto por 30% de glicose, menos de 40% de frutose e cerca de 20% de outros tipos de açúcares.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Suco de laranja
Essa é outra fonte de carboidrato de ação rápida, que é absorvido com facilidade por nosso organismo. Tomar um copo de 150 ml da bebida ou mesmo de um suco de uva integral, que é concentrado, ajuda a aumentar os níveis de açúcar no sangue logo. Comer a fruta inteira não teria o mesmo efeito veloz --por conta das fibras e do índice glicêmico menor.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Refrigerante
Beba 200 ml e esqueça a versão diet do produto, pois o açúcar é necessário neste momento. Aguarde 15 minutos após tomar a bebida e, constatado que o quadro de hipoglicemia foi revertido, vale ingerir um carboidrato complexo, como um pedaço de pão integral, para sustentar a glicose em alta por mais tempo.

Para evitar novas crises:

O segredo é manter os níveis de glicose dentro da meta estabelecida, que varia de acordo com a idade, condições gerais de saúde e outros fatores de risco, além de situações como a gravidez, por exemplo. De qualquer forma, para deixar essa glicemia estável, vale apostar em alguns alimentos:

Getty Images
Imagem: Getty Images

Aveia
Suas fibras solúveis têm o papel de retardar a absorção dos carboidratos da refeição. Além disso, fornecem energia ao corpo de maneira mais estável em comparação aos açúcares e carboidratos simples --o que ajuda a regular e sustentar a glicose por mais tempo.

iStock
Imagem: iStock

Oleaginosas
As gorduras saudáveis funcionam como uma grande fonte de energia, pois mantêm os níveis adequados de açúcar no sangue e fornecem um maior período de saciedade. Uma outra vantagem é que são facilmente transportáveis, tornando um lanche rápido ideal na rotina corrida.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Iogurte mais frutas
Iogurte feito sem adição de açúcar fornece proteínas e gorduras. Misture com frutas frescas de baixo índice glicêmico, como o mirtilo, e você terá um lanche com a energia do carboidrato juntamente com as proteínas, gorduras e fibras que retardam o metabolismo da glicose.

Veja também:

Melhor maneirar no...

Getty Images
Imagem: Getty Images

Álcool
Inibe a gliconeugênese no fígado, ou seja, a síntese de glicose. E é o órgão que produz glicose passivamente, para manter nossos órgãos vitais funcionando. Se uma pessoa bebe em jejum vai ocorrer um pico, pois o etanol é um carboidrato, e depois uma queda, que inibe essa produção espontânea do fígado. Assim, sempre coma algo antes, em especial fontes de carboidratos, de gorduras e proteínas. Também beba com moderação.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Doces
Ao comer doce em jejum ou no intervalo das refeições, ocorre uma subida muito rápida da glicemia. Isso desperta a insulina que, rapidamente, chega em grande quantidade para cuidar desse açúcar ingerido. O ideal é manter refeições balanceadas, ajudando a promover uma absorção gradativa da glicose e posterior estabilidade dessa glicemia.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook | Instagram | YouTube

Mais Tudo sobre Diabetes