Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Paradoxo da obesidade é falso: estar acima do peso agrava doenças cardíacas

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

01/03/2018 20h36

Um estudo afirma que as pessoas obesas realmente não vivem mais do que pessoas com peso normal com doenças cardíacas.

A nova pesquisa desbanca o “paradoxo da obesidade”, uma tese que diz que as pessoas que foram diagnosticadas com doença cardiovascular vivem mais tempo se tiverem sobrepeso ou forem obesas, em comparação com pessoas com peso normal, no momento do diagnóstico.

Veja também:

Os obesos vivem menos tempo e têm doenças cardiovasculares na maior proporção da vida, segundo o estudo, publicado no periódico Jama Cardiology.

Os cientistas mostram a longevidade similar entre o peso normal e as pessoas com excesso de peso, mas um risco maior daqueles com mais gordura no corpo de desenvolver problemas cardiovasculares durante a vida e de passar muitos anos com a doença.

“O paradoxo da obesidade causou muita confusão e potencial de dano, porque sabemos que existem riscos cardiovasculares associados à obesidade”, afirmou Sadiya Khan, que participou da pesquisa. “Já recebi pacientes que perguntaram: ‘Por que eu preciso perder peso, se as pesquisas dizem que vou viver mais?’ Nossos dados mostram que você viverá mais sendo mais saudável com um peso normal”, completou.

Os resultados

Em sua conclusão, os pesquisadores conseguiram números preocupantes e específicos sobre os riscos da obesidade. Por exemplo, descobriram que a probabilidade de AVC (Acidente Vascular Cerebral), ataque cardíaco, insuficiência cardíaca ou morte cardiovascular é 21% maior em homens da meia idade com excesso de peso, do que os com peso normal. O risco foi 32% maiores em mulheres com excesso de peso.

Homens com problemas cardíacos e peso adequado vivem 1,9 anos a mais do que os obesos, segundo o estudo, e seis anos mais do que os obesos mórbidos. Entre as mulheres, as com peso ideal vivem 3,4 anos mais do que as obesas, e seis anos além das obesas mórbidas.

"Um peso saudável promove a vida útil mais longa, de modo que os anos vividos também são mais saudáveis. É sobre ter uma qualidade de vida muito melhor", disse Khan. .

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Mais Saúde