PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Pesquisadores identificam possíveis causas do transtorno bipolar

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

18/12/2017 17h35

A bipolaridade é uma doença caracterizada por transtornos de humor, que vão de crises de depressão a euforia excessiva (mania). Os cientistas da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, identificaram sete fatores catalisadores do transtorno bipolar --que, segundo a ABTB (Associação Brasileira de Transtorno Bipolar), afeta cerca de 4% da população adulta no mundo.

De acordo com o estudo, publicado no “International Journal of Epidemiology”, as pessoas que sofrem com esse transtorno apresentam desvios ou perturbações em pelo menos um dos sete fatores desencadeantes, chamados de fenótipos.

Veja também:

Esses fenótipos são a cognição, personalidade e temperamento, abuso de álcool ou drogas, traumas ou outros acontecimentos marcantes da vida familiar e/ou íntima, hábitos de sono, alterações nos sintomas e na resposta à medicação ao longo do tempo.

“Descobrimos que existem muitos mecanismos biológicos que geram a doença e muitas influências externas que interagem nos pacientes com bipolaridade. Todos esses elementos se combinam e definem a intensidade da doença”, afirma Melvin McInnis, um dos autores do estudo.

Além desses fatores que desencadeiam a doença, a equipe também identificou uma série de padrões interessantes entre os pacientes com bipolaridade.

Por exemplo, eles têm três vezes mais chance de ter enxaqueca. Além de apresentar uma série de transtornos alimentares, de ansiedade e problemas de dependência. Os participantes do estudo apresentaram níveis mais elevados de gorduras saturadas na alimentação. A pesquisa, inclusive, relacionou certos tipos de gorduras com a gravidade das mudanças de humor.

As células dos participantes saudáveis e bipolares também foram analisadas. Os pesquisadores identificaram que os neurônios derivados de células-tronco de pacientes bipolares eram mais "excitáveis" em comparação com as dos indivíduos saudáveis. No entanto, eles identificaram que eles "se acalmavam" quando expostos ao lítio --tratamento amplamente utilizado para o transtorno bipolar.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Saúde