PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Como resolver 9 problemas relacionados ao sono, de acordo com a ciência

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem

17/03/2018 15h14

O brasileiro dorme cada vez pior, de acordo com uma pesquisa recente feita pelo Datafolha. E não pense que o assunto é um mero problema de insônia. A privação de sono tem impactos sérios na nossa saúde e humor, podendo aumentar o risco de hipertensão, doenças degenerativas, ansiedade e depressão. Estudos, inclusive, já ligaram a insônia ao Alzheimer.

Veja também:

Então, encontrar uma forma de dormir bem é essencial. Para ajuda-lo nesse processo, montamos uma lista de estratégias, com base em estudos recolhidos pelo site Business Insider, para você acabar de vez com todos os problemas mais comuns relacionados ao sono. Veja a seguir e faça o teste.

  • iStock

    O problema: dor no ombro

    De acordo com pesquisadores da Mayo Clinic, nos Estados Unidos, colocar travesseiros em locais específicos na hora de dormir pode ajudar a aliviar algumas dores. Se o seu sono é atrapalhado por dores no ombro, tente abraçar um travesseiro enquanto tenta fechar os olhos. É importante também evitar se deitar de lado. Fonte: Mayo Clinic e Hennepin County Medical Center.

  • iStock

    O problema: câimbras

    Os cientistas ainda não descobriram as causas das câimbras noturnas, mas elas provavelmente estão ligadas à fadiga muscular ou problemas nos nervos. Para evitar o problema, tente massagear a área e alongue o músculo para aliviar a dor. Fontes: Cleveland Clinic, Mayo Clinic.

  • iStock

    O problema: roncar

    Se o seu parceiro de cama é quem está roncando, você pode intervir. Mas se o problema for você, evite dormir de barriga para cima. Prefira posições laterais e com travesseiros mais altos. Você também pode usar sprays nasais antes de dormir, se o problema for causado pela sinusite. Evitar álcool antes de se deitar também pode ajudar. Fonte: Harvard Medical School.

  • iStock

    O problema: dor nas costas

    Cerca de 40% dos brasileiros sofrem de dores crônicas, de acordo com um estudo realizado pela SBED (Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor). Entre elas, a mais comum é a dor nas costas, principalmente entre os homens. Para não deixá-la atrapalhar seu sono, deite-se de barriga para cima e coloque um travesseiro embaixo de suas pernas. Se você dorme de lado, coloque o objeto entre as pernas para diminuir o desconforto. Fonte: Mayo Clinic.

  • iStock

    O problema: não conseguir acordar

    A questão de se acostumar a acordar cedo ainda é motivo de discórdia entre especialistas. Enquanto alguns falam que é possível se adaptar, indo à cama mais cedo ou usando melatonina, outros acreditam que essa adaptação é mais complicada, pois o ato de acordar depende da quantidade de horas que você precisa para dormir. No entanto, os cientistas concordam em uma coisa: tentar acordar sempre no mesmo horário (mesmo nos finais de semana) pode ajudar seu corpo a se acostumar. Fonte: Chronobiology International.

  • iStock

    O problema: dor no pescoço

    A causa pode estar justamente em seu travesseiro, que se não for trocado no tempo correto, perde sua forma. O ideal é usar um novo pelo menos a cada dois anos. E evite as opções macias demais. Segundo um estudo publicado em 2010, pessoas que usam travesseiros firmes se sentem mais confortáveis para dormir. Fonte: Journal of Pain Research.

  • iStock

    O problema: não sentir sono

    Para descansar, seu corpo precisa estar em um ambiente mais resfriado. Portanto, ao dormir, garanta que seu quarto esteja em uma temperatura entre 20°C e 21°C. Evite consumir bebidas alcoólicas antes de dormir também. O álcool diminui a quantidade de tempo que você fica no REM, ou seja, o sono mais profundo e que vai realmente fazê-lo descansar. Fontes: National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism, Sleep Foundation e Renewable and Sustainable Energy Reviews.

  • iStock

    O problema: não conseguir dormir

    A insônia pode ter diversas causas, mas alguns métodos podem ajudar você a pegar no sono. É importante evitar telefones celulares pelo menos uma hora antes de dormir, preferir se exercitar de manhã ou à tarde (à noite a atividade física pode deixa-lo acelerado e prejudicar seu sono), e evitar o consumo de cafeína horas antes de se deitar. Fontes: Journal of Applied Physiology e Neuroendocrinology Letters.

  • iStock

    O problema: refluxo

    O refluxo gastroesofágico pode levar a distúrbios do sono. Quanto o ácido do estômago sobe até o esôfago, a pessoa geralmente acorda para deglutir. Além de ser importante procurar um médico para tratar o problema com medicamentos corretos, tente dormir do lado esquerdo em um travesseiro elevado. Fontes: Cleveland Clinic, Healthline.

Saúde