Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

Aprenda a fazer o Bloody Jane, versão de Bloody Mary com suco de cenoura

Drinque Bloody Jane, do Futuro Refeitório - Gui Galembeck / Divulgação
Drinque Bloody Jane, do Futuro Refeitório Imagem: Gui Galembeck / Divulgação

Luciana Mastrorosa

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

14/12/2018 04h00

O Futuro Refeitório, em Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista, é uma mistura de bar e restaurante que oferece refeições do café da manhã ao jantar, passando pela happy hour. Apostando em uma linha de aproveitamento total dos alimentos, tudo é feito na casa – dos leites vegetais aos pães. No caso dos coquetéis, não poderia ser diferente. "A gente segue dois pontos cruciais na elaboração das bebidas, aproveitamento de alimentos e frescor, aliados à simplicidade", diz Luiz Cassanho, que comanda o bar da casa.

A linha de drinques autorais foi desenvolvida com a consultoria do bartender Alexandre D’Agostino, um dos principais nomes da coquetelaria da cidade. Dentre os autorais da casa, destaca-se o Bloody Jane, uma versão do tradicional Bloody Mary. Para compor o drinque, à base de vodca, entram suco de vegetais frescos feitos no local, um mix de temperos, além de suco de limão e água resultante das conservas preparadas na casa. Complementam o coquetel tiras frescas de cenoura e salsão, que podem ser usados ainda para mexer a bebida. Um detalhe adicionado recentemente é o gelo de tomate, feito com suco fresco da fruta. "Isso faz com que o drinque tenha o mesmo sabor intenso do início ao fim, pois o gelo de tomate derrete e seu sabor se mistura ao da bebida", diz Luiz Cassanho.

Veja também:

A carta de coquetéis começou inicialmente para contemplar opções que se adequassem ao brunch, aquela refeição longa que engloba café da manhã e almoço. Quando a casa passou a abrir também à noite, com ares de bar, a carta mudou para um perfil de drinques mais intensos. O Rabo de Galo, com cachaça, cynar e campano rosso, é um dos destaques, e também chama a atenção o Bourbon Milk, um drinque elaborado com Bourbon, café e leite de amêndoa feito diariamente no local. Além deste, para quem quer provar drinques quentes, há o Hot Toddy, com gengibre, cravo, canela, limão-siciliano, mel, rum e Bourbon, que levanta qualquer um.

No quesito comida, como a casa funciona o dia todo, o menu pode variar de acordo com o horário do dia. Na happy hour e jantar, aposte nas porções de homus de cenoura e amêndoa com crocantes de sementes, ou ainda na truta defumada cremosa com alcaparra e ciboulette. Se a ideia for jantar, o curry amarelo de vegetais, leite de coco, grão-de-bico, cogumelos e arroz basmati é um prato interessante, com toques orientais. Há também bons sanduíches, caso do steak sandwich, com contrafilé, aïoli, chimichurri, cebola e rúcula.

Guarde espaço para a sobremesa: o pote cremoso de laranja, doce de leite e pipoca de arroz é imperdível, dá vontade de repetir. O croissant perdu au caramel também é boa escolha, com Bourbon e sorvete artesanal de baunilha.

Aprenda a fazer

Bloody Jane, do Futuro Refeitório

Ingredientes:
120 ml de suco de vegetais
30 ml de bloody mix
30 ml de suco de limão-taiti
60 ml de vodca
1 talo de cenoura
1 talo de salsão
1/2 lua de limão
Pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Pedras de gelo a gosto

Modo de preparo:
Num copo long drink, adicione o bloody mix, o suco de limão-taiti, a vodca e o suco de vegetais. Complete o copo com gelo e mexa bem. Adicione um talo de cenoura, um talo de salsão e meia-lua de limão. Finalize com um pouco de pimenta-do-reino moída na hora, na superfície do copo, e sirva. Se preferir, use gelo feito de suco de tomate natural em vez do gelo tradicional.

Para preparar o drinque da mesma forma que é feito no Futuro Refeitório, use os ingredientes e modos de preparo a seguir.

Suco de vegetais
5 cenouras
6 tomates
1 maço de salsão
1 pepino nacional
Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes em um juicer, se disponível. Se utilizar liquidificador, bata bastante em velocidade alta e coe ao final, para descartar as fibras e utilizar apenas o líquido. Reserve.

Bloody mix
3 alcaparras
1 colher (chá) de pimenta calabresa
1 colher (chá) de pimenta malagueta
1 colher (chá) de pimenta caiena
1 colher (chá) de sal grosso batido
1 colher (chá) de mostarda em grãos
10 ml de molho inglês
35 ml da salmoura do picles de abobrinha
Modo de preparo:
Em um pilão, macere bem todos os ingredientes sólidos. Transfira para uma tigela, adicione os ingredientes líquidos e misture bem. Reserve.

Picles de abobrinha
500 g de abobrinha italiana (de preferência as menores)
100 g de cebola branca, descascada
2 colheres (sopa) de sal
2 xícaras (chá) de vinagre de maçã
1 xícara (chá) de açúcar
3 colheres (chá) de mostarda, em grãos e amassados
1 colher (chá) de açafrão-da-terra em pó
Modo de preparo:
Lave as abobrinhas e as cebolas e fatie-as em uma mandolina. Coloque os vegetais em uma tigela e adicione o sal. Mexa bem e cubra com água e gelo (tenha certeza de que o sal esteja bem dissolvido). Deixe por 1 hora. Depois, tire a água, seque bem as abobrinhas e as cebolas. Em uma panela, misture o vinagre, o açúcar, a mostarda e o açafrão. Leve ao fogo e deixe ferver por 3 minutos. Quando estiver morno, ponha as fatias de abobrinha e cebola em um pote e cubra com o líquido – todas as fatias têm de ficar completamente submersas no caldo. Mantenha na geladeira – a conserva estará pronta para consumo dentro de 4 dias.

Vai lá

Futuro Refeitório
Rua Cônego Eugênio Leite, 808, Pinheiros – São Paulo – SP

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cultura e lazer