PUBLICIDADE
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

A SP do chef Paulo Shin passeia por drinques, comida coreana e hambúrguer

Paulo Shin, chef que comanda o restaurante Komah - Divulgação
Paulo Shin, chef que comanda o restaurante Komah Imagem: Divulgação

Cíntia Marcucci

Colaboração para o Urban Taste

17/07/2018 04h00

O que come quem faz a comida que você come? A curiosidade é um clássico de quem tem interesse genuíno pelo que coloca no prato. Afinal, toda cozinha e todo tempero é uma mistura de referências desde quando um cozinheiro é criança e nunca param de chegar.

Que o diga Paulo Shin. Paulistano, filho de coreanos, o chef já trabalhou em restaurantes de culinária brasileira, francesa, japonesa e, quando estava nos Estados Unidos, dividiu a cozinha com mexicanos. Tudo antes de abrir o Komah (Rua Cônego Vicente Miguel Marino, 378, Barra Funda, Tel. 11 3569-7956), seu restaurante de culinária coreana na Barra Funda.

Para satisfazer seu próprio estômago, Paulo tem alguns lugares favoritos na cidade. "Queria poder indicar um lugar legal para tomar café da manhã, é minha refeição favorita. Adoro um café coado e pão com requeijão. Mas vou ficar devendo, porque depois que você trabalha em restaurante, os horários mudam e você acorda tarde demais", conta.

Veja também:

Confira abaixo sete lugares de São Paulo que estão entre os favoritos de Paulo (mas não servem café da manhã).

Fideuà do restaurante Tanit - Lucas Terribili / Divulgação - Lucas Terribili / Divulgação
Fideuà do restaurante Tanit
Imagem: Lucas Terribili / Divulgação
Tanit

"Todo o cardápio do Tanit é bom, o trabalho do Oscar Bosch é incrível", diz Paulo sobre o chef catalão que comanda o restaurante dos Jardins. Ele destaca clássicos como o fideuà, um macarrão fino com camarões na receita da casa, e os tartares de atum ou de red angus.

Vai lá:
Rua Oscar Freire, 145, Jardins.
Segunda e quarta, das 12h às 15h e das 19h30 às 23h30.
Quinta e sexta, das 12h às 15h e das 19h30 à 0h.
Sábado, das 12h30 às 16h30 e das 19h30 à 0h.
Domingo, das 12h30 às 16h30.
Telefone: (11) 3062-6385

Capivara

"Fica muito perto do Komah, então é uma ótima opção, pois eu consigo escapar rápido e comer alguma coisa", conta Shin sobre o Capivara, do chef Rodrigo Felício, que já passou pelo D.O.M. e pelo La Casserole. Os pratos são feitos com peixes e legumes do dia, então o cardápio é improvisado de acordo com a sazonalidade e com os fornecedores. "Os peixes e frutos do mar são deliciosos. E a cozinha é pequena e impecável!"

Vai lá:
Rua Dr. Ribeiro de Almeida, 157, Barra Funda.
Segunda a quinta, das 19h às 23h30.
Mais informações no Facebook.

Arroz de pato do restaurante Jiquitaia - Rubens Kato / Divulgação - Rubens Kato / Divulgação
Arroz de pato do restaurante Jiquitaia
Imagem: Rubens Kato / Divulgação
Jiquitaia

Tanto a versão bar como a versão restaurante, de inspiração brasileira, estão no mapa de locais indicados pelo chef. "Meu prato favorito é um clássico deles, o arroz de pato. Se vou para beber alguma coisa, gosto do caju amigo acompanhado de chips de jiló, de coxinhas ou de torresmo. E o ceviche de chuchu, que tem acidez e é bem equilibrado, é uma delícia que as pessoas nem sempre se arriscam", diz.

Vai lá:
Rua Antônio Carlos, 268, Cerqueira César.
Segunda a sexta, das 12h às 15h.
Terça a sexta das 19h às 23h30.
Sábado das 12h às 23h30.
Telefone: (11) 3262-2366

Hobby Hamburguer

A hamburgueria de bairro é o lugar de nostalgia de Paulo, que morava em Perdizes quando era adolescente. "Sabe aqueles lugares que não precisam ter a melhor comida, tecnicamente falando, mas são seus favoritos? É isso", diz. Ele recomenda o clássico x-salada com fritas e avisa que o lugar fecha mais tarde, ótimo para quem tem horários fora do padrão.

Vai lá: 
Rua Cardoso de Almeida, 1393, Perdizes.
Segunda a sábado, das 11h30 às 2h.
Domingos, das 18h à 1h30.
Telefone: (11) 3862-2772

Negroni do Apothek - Divulgação - Divulgação
Negroni do Apothek
Imagem: Divulgação
Apothek

Como abre às segundas, dia de folga da maioria dos restaurantes, o miúdo bar de coquetelaria ganhou lugar na lista de Paulo. "Todos os drinques são bons. Para quem não conhece o local, sugiro começar com os clássicos, bem executados por Alê D’Agostino", diz Paulo. Seus favoritos são o negroni e o manhattan.

Vai lá:
Rua Oscar Freire, 2221, Jardins.
Segunda, quinta e sexta, das 19h à 1h.
Telefone: (11) 94505-9122

Asawon

"O mais curioso desse restaurante é que ele tem culinária chinesa com características ou influências coreanas", conta Shin. Prove o jajangmyeon, um macarrão com um molho escuro, feito de pasta fermentada de feijão preto, ou o jang pong, uma sopa de macarrão bem ardida com frutos do mar. O guioza frito também vale a visita, avisa o chef.

Vai lá:
Rua Correia de Melo, 166, Bom Retiro.
Segunda a sábado, das 11h30 às 15h e das 17h30 às 21h30.
Telefone: (11) 3326-9488

Umiguan

O restaurante no Bom Retiro é um dos favoritos de Paulo para comer pratos coreanos sem que ele tenha que ir para a cozinha. "Quem toca o lugar é um casal e seu filho, que estão sempre por lá, isso é muito bacana", diz Shin. Um dos pratos que o chef recomenda é o gam ja tang, um cozido bem apimentado de ossos de porco com batata, finalizado por eles com uma espécie de risoto no caldo.

Vai lá:
Rua Newton Prado, 45, Bom Retiro.
Segunda a sábado, das 12h às 14h30 e das 17h30 às 21h30.
Domingo, das 17h30 às 21h30.
Telefone: (11) 3579-6539

Cultura e lazer