Topo

Universa

Você está pronto para deixar o filho adolescente viajar sozinho?

Getty Images
Imagem: Getty Images

A decisão depende da maturidade do jovem, mas também da capacidade dos pais de confiar nele. Reflita sobre o assunto a partir do teste elaborado com a colaboração da psicóloga Thalita Palhares, pós-graduada em análise do comportamento pela USP (Universidade de São Paulo)

  • Não, pois sabe que ele é imaturo

    Getty Images

    Ao que tudo indica, seu filho não teria problemas de socialização, mesmo se fosse viajar sozinho. Afinal, tem bastante autonomia e transita com facilidade entre os mais diversos ambientes, adaptando-se a eles. Porém, a falta de equilíbrio emocional e organização, que você testemunha no dia a dia, poderiam impedi-lo de curtir a experiência plenamente. A saída é dar a ele mais responsabilidade, para ver como se sai. "Considere que falar não e permitir que ele se decepcione são atos de amor", diz a psicóloga Thalita Palhares

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Não, precisa dar mais autonomia ao jovem

    Getty Images

    Alguns pais não incentivam o filho a fazer atividades sozinho por se preocuparem com o bem-estar do jovem. E você parece fazer parte desse grupo. Por isso, sente-se inseguro com a ideia de deixá-lo viajar, mas é preciso considerar que a falta de autonomia prejudica o desenvolvimento do adolescente. "É importante que haja regras e limites bem traçados. Ao mesmo tempo, os pais devem estabelecer uma relação de confiança com o filho. Zelar é diferente de superproteger", afirma a psicóloga Thalita Palhares

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Sim, prepara o filho para o mundo

    Getty Images

    Suas respostas indicam que você tem intimidade com seu filho, o que facilita o estabelecimento de uma relação equilibrada, com direitos e deveres. "A melhor forma de saber se o jovem está preparado para dar esse passo é ver como ele reage em situações cotidianas: se sabe se preservar quando percebe o perigo, se sabe administrar dinheiro, se lida bem com as frustrações, entre outras", diz a psicóloga Thalita Palhares. Você exercita esse olhar atento e, por isso, fica tranquilo com a ideia de deixá-lo viajar sozinho

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Não, mas está no caminho certo

    Getty Images

    Seu filho parece ter maturidade para dar esse passo, mas talvez ainda precise de uma dose um pouquinho maior de responsabilidade e autonomia, no dia a dia. Assim, ambos se sentirão mais seguros. "Quando houver dúvida sobre a capacidade do jovem para realizar alguma atividade, tente deixá-lo experimentar, sob a sua supervisão. E, aos poucos, conforme ele se mostra capaz, dê mais liberdade", diz a psicóloga Thalita Palhares. Também é importante lembrar que errar e amargar frustrações fazem parte do processo

    Gostou do resultado? Compartilhe!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Universa