PUBLICIDADE

Topo

Universa

Você tem amigos confiáveis?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Descubra se aqueles amigos que estão ao seu redor são realmente dignos de confiança a partir do teste elaborado com a colaboração do psicólogo Luiz Ricardo Vieira Gonzaga, doutorando em psicologia pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Campinas

  • Não

    Getty Images

    Suas respostas indicam que os seus amigos são pouco confiáveis. E, pior, você não tem total consciência disso. Mas se chegou até aqui, está em tempo de rever o seu grupo de amizades. Não há problema algum em conviver com pessoas em quem não confia, mas você precisa saber quem são elas para deixar de compartilhar assuntos importantes e evitar mágoas no futuro

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Poucos

    Getty Images

    A partir de suas respostas foi possível constatar que você tem poucos amigos confiáveis. Mas isso não é novidade para você, que está sempre de olho aberto. "Somos seres que buscam a socialização em qualquer ocasião e isso, necessariamente, não implica que todos sejam amigos", afirma o psicólogo Luiz Ricardo Vieira Gonzaga. Você pode até rever o seu círculo de amizades, mas o mais importante já tem: consciência de quem te quer bem

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Muitos

    Getty Images

    Suas respostas indicam que você tem muitos amigos confiáveis. Ao que parece, você tem um bom equilíbrio emocional e reconhece aqueles com quem pode contar e aqueles que estão na sua vida apenas para torná-la mais leve. Essa consciência faz com que delimite até que ponto você pode abrir a sua intimidade para cada pessoa. E isso é muito saudável

    Gostou do resultado? Compartilhe!

  • Todos

    Getty Images

    Suas respostas indicam que você não conseguiria se relacionar com pessoas em quem não confia. Quem está ao seu redor foi escolhido minuciosamente. Mas isso pode não ser tão saudável para a sua vida social. "É importante ter personalidades diferentes ao redor. Muitas vezes, para você, a pessoa não é digna de confiança, mas possui outras características e qualidades que podem ser potencializadas, gerando um bom relacionamento", diz o psicólogo Luiz Ricardo Vieira Gonzaga

    Gostou do resultado? Compartilhe!

Universa